Bastidores

Ônibus do São Paulo é atacado durante trajeto rumo ao Morumbi

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de janeiro de 2021 - 18:41 - Atualizado em 23 de janeiro de 2021 - 23:30

O ônibus que transportava a delegação do São Paulo foi atacado durante o trajeto rumo ao Morumbi, no fim da tarde deste sábado. Pedras e rojões foram arremessados em direção ao veículo, mas, por sorte, ninguém sofreu ferimentos graves.

A emboscada organizada por cerca de 20 a 30 criminosos disfarçados de torcedores aconteceu na altura da ponte Eusébio Matoso e não passou batida pelas autoridades. Até o horário da publicação desta nota, pelo menos 14 pessoas já haviam sido presas pela Polícia Militar. De acordo com os agentes, nenhuma arma de fogo foi localizada.

Ônibus do São Paulo chegou ao Morumbi com uma série de marcas

Na chegada do ônibus do São Paulo ao Morumbi foi possível notar marcas deixadas pelas pedras arremessadas no veículo, que, apesar do ataque, manteve o trajeto até o estádio escoltado por batedores da PM. Houve confronto entre os criminosos e os policiais no local da emboscada, e uma série de artefatos perigosos, como barras de ferro, pedregulhos, entre outros, foram apreendidos. Três agentes ficaram feridos e foram encaminhados para um hospital.

De acordo com informações da Rádio CBN, foram encontrados explosivos no caminho do ônibus do São Paulo, desativados pelos policiais militares.

Na sexta-feira, um pequeno grupo de torcedores já havia feito protestos em frente ao CT da Barra Funda pela manhã, mas o treino da equipe estava marcado para a parte da tarde. Pressionados com a goleada sofrida para o Inter e pela perda da liderança do Brasileirão, os jogadores do São Paulo ficaram bastante irritados com o trágico acontecimento deste sábado, horas antes de a bola rolar.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.