Esportes

Nos pênaltis, PSG supera Lyon e conquista a Copa da Liga Francesa

Gazeta
Gazeta Esportiva

31 de julho de 2020 - 19:02 - Atualizado em 31 de julho de 2020 - 19:15

O Paris Saint-Germain é campeão  da Copa da Liga Francesa. Nesta sexta-feira, o time comandado por Thomas Tuchel empatou em 0 a 0 com o Lyon, mas levou a melhor na disputa de pênaltis por 6 a 5 e garantiu o troféu no Stade de France.

Com a derrota, o Lyon perdeu a chance de encerrar um jejum de oito anos e de garantir uma vaga na próxima edição da Liga Europa. Já o PSG, que também venceu o Campeonato Francês e a Copa da França, conquista três títulos nacionais em uma mesma temporada pela quarta vez em seis anos.

O Lyon retorna aos gramados na próxima sexta-feira, quando vai enfrentar a Juventus em Turim, no jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões. Como venceu a primeira partida por 1 a 0, clube francês possui a vantagem do empate.

Já o PSG vai iniciar a preparação para o confronto diante da Atalanta, no dia 12 de agosto. O embate será disputado no Estádio da Luz, em Lisboa, e será válido pelas quartas de final da Liga dos Campeões.

O jogo – O primeiro tempo da decisão não encantou os cinco mil torcedores presentes no Stade de France. Lyon e Paris Saint-Germain fizeram uma partida equilibrada, mas com maior volume da equipe da capital francesa. O grande destaque foi Neymar, que logo aos cinco minutos arriscou um chute rasteiro de fora da área e obrigou Anthony Lopes a defender.

Dois minutos depois, o craque brasileiro gerou a melhor oportunidade de gol da primeira etapa. Da entrada da área, o camisa 10 finalizou colocado e a bola passou muito perto da trave esquerda do goleiro Lopes.

Após as duas chances do PSG, o Lyon encaixou a marcação e deixou cada vez menos espaço para Neymar. Com isso, o time do técnico Rudi Garcia conseguiu chegar ao gol adversário aos 15 minutos, em um chute de Aouar.

O duelo ficou movimento no final do primeiro tempo. o PSG assustou aos 42 minutos com uma bomba de Gueye de fora da área, mas Anthony Lopes fez uma grande defesa. Pouco depois, o Lyon chegou duas vezes, mas Dembélé furou e Denayer mandou para fora de cabeça em jogada de bola parada.

A segunda etapa começou como a primeira, com uma boa chance de Neymar. Em um rápido contra-ataque, o brasileiro recebeu no lado esquerdo da área e fez uma grande finta em cima da marcação, mas a bola escapou e Lopes fez a defesa. No lance seguinte, Depay arriscou um chute de fora da área, contou com um leve desvio em Verratti e criou a melhor oportunidade do Lyon no jogo.

Aos 7 minutos, Neymar cobrou uma falta de longa distância na direção do gol e Anthony Lopes saltou no canto direito e espalmou. Se o brasileiro foi o grande nome do PSG na final, o arqueiro português foi o destaque do Lyon.

Depois de um movimentado início de segundo tempo, o ritmo do confronto caiu e ambas as equipes tiveram dificuldades para criar alguma oportunidade. Somente aos 36 minutos, em uma cobrança de falta de Cornet defendida por Keylor Navas, os torcedores do Stade de France se animaram novamente.

O Paris Saint-Germain quase inaugurou o marcador aos 41 minutos. Neymar aproveitou o cruzamento de Ander Herrera pela direita e cabeceou no contra-pé de Lopes. Mostrando mais uma vez que estava em uma noite inspirada, o goleiro se esticou e fez uma grande defesa.

Com o empate sem gols no tempo normal, a decisão da Copa da Liga Francesa foi para a prorrogação. Aos cinco minutos, Dí Maria finalizou forte com o pé esquerdo e Lopes espalmou mais uma vez. O Lyon respondeu em seguida, com um arremate de Traoré da entrada da área. O chute foi desviado e levou perigo para Keylor Navas.

No segundo tempo da prorrogação, os jogadores dos dois times aparentavam estar cansados e não apresentaram o melhor futebol. Neymar até teve a chance de marcar em uma cobrança de falta no último minuto, mas acabou isolando. O 0 a 0 permaneceu no placar até o fim e o clássico precisou ser decidido nos pênaltis.

Tanto o Paris Saint-Germain quanto o Lyon converteram as suas cinco primeiras cobranças. Nas alternadas, Keylor Navas defendeu o arremate de Traoré, enquanto Pablo Sarabia marcou e garantiu o título para o clube parisiense.