Campeonato Copa América

Neymar chora ao falar sobre sua história na Seleção: “Passei por muitas coisas nos últimos anos”

Gazeta
Gazeta Esportiva

17 de junho de 2021 - 23:13 - Atualizado em 17 de junho de 2021 - 23:30

Nesta quinta-feira, o Brasil goleou o Peru por 4 a 0, no Estádio Nilton Santos, em jogo válido pela quarta rodada da Copa América. O grande destaque da partida foi Neymar, que deixou a sua marca e, agora, está a nove gols de igualar Pelé como maior artilheiro da história da Seleção, de acordo com números da Fifa.

Após a partida, Neymar comentou sobre a história que vem construindo na Seleção e não segurou as lágrimas, emocionando-se.

“Para mim, é uma honra muito grande fazer parte da história da Seleção Brasileira. Para ser bem sincero, meu sonho era sempre jogar pela Seleção, vestir essa camisa. Nunca imaginei chegar a esses números. É até emocionante, porque passei por muitas coisas nesses dois últimos anos, difícil e complicado”, afirmou Neymar, que chegou à marca de 68 gols pelo Brasil.

“Esses números não são nada perto da felicidade que tenho de jogar pelo Brasil e representar o meu país, a minha família. Hoje, a gente está vivendo um momento muito atípico, e ser espelho de alguém é uma alegria enorme. Realmente, espero que todos os que gostam de futebol estejam orgulhosos de mim, porque esses números não são nada perto do que realmente importa para mim”, completou.

Na sequência, Neymar falou sobre os momentos de incerteza vividos pelos jogadores da Seleção, que não sabiam se a Copa América seria de fato disputada. O craque reforçou que o grupo nunca pensou em boicotar a competição.

“Foi bem complicado, a gente chegou aqui sem saber de muita coisa que estava acontecendo. Não sabíamos se teria ou não Copa América. Desde o começo, respeitamos muito as hierarquias, a gente nunca vai dizer não à camisa da Seleção Brasileira. Jamais vou dizer não ao meu país. Discorda e ter opiniões diferentes é um respeito pelo outro. Tínhamos a nossa opinião, a gente expressou. Foi bem complicado e difícil, mas a alegria de estar em campo pela Seleção sempre vai existir”

Com a vitória, o Brasil foi aos seis pontos, na liderança isolada do grupo B. O time só volta a campo na quarta-feira da semana que vem, contra a Colômbia, no Nilton Santos, às 21h.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.