Corinthians

Neto diz que Dyego Coelho não tem condição de comandar o Corinthians

Gazeta
Gazeta Esportiva

13 de setembro de 2020 - 22:00 - Atualizado em 13 de setembro de 2020 - 22:15

Neste domingo, o programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, contou com a participação ao vivo do ex-jogador e atual comentarista Neto. O ídolo do Corinthians comentou o momento vivido pelo Timão e afirmou que o técnico Dyego Coelho, que comanda a equipe interinamente após a demissão de Tiago Nunes, não tem condição de ser treinador do clube alvinegro.

“Coelho não tem condição de dirigir o Corinthians. Ele não é treinador para dirigir um time tão forte como o Corinthians, declarou Neto antes de criticar uma das declarações do treinador depois da derrota por 2 a 1 para o Fluminense, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

Em entrevista coletiva, Coelho bateu na tecla do resgate da confiança do grupo, por meio de “trabalho, conversa, parceria”, como ponto fundamental para uma retomada na temporada.

“Quando eu vejo uma entrevista dessa, eu acredito mesmo que nós estamos ultrapassados em relação aos nossos treinadores. Não é parceria com jogador, não tem que fazer parceria com jogador. Ninguém precisa fazer parceria comigo para jogar bola. Eu não preciso ser amigo do cara que está do meu lado trabalhando. Eu tenho que ter respeito por ele e tenho que ter convicções. Quando eu quero fazer parceria dentro do vestiário, aí que vira panela e complica. Não existe parceria no futebol”, apontou o ex-jogador.

Neto ainda avaliou negativamente o desempenho do técnico interino e do auxiliar Mauro da Silva durante o duelo contra o Tricolor das Laranjeiras. Para o ídolo alvinegro, a equipe que jogou no Maracanã estava “mais desorganizada” do que nos últimos jogos com Tiago Nunes no comando.

“Reclamavam que o time era desorganizado, e eles desorganizaram o time mais que o Tiago Nunes hoje, no meu ponto de vista como comentarista. E quando você quer ter parceria, não existe. Parceria é com a esposa, com o filho, não é com jogador de futebol que ganha 800 mil por mês”, completou.

Com nove pontos conquistados em nove partidas disputadas no Brasileirão, o Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira (16), às 21h30 (de Brasília), quando encara o Bahia na Neo Química Arena.