Corinthians

Negociação com Aguirre causou irritação dentro do Corinthians

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de maio de 2021 - 07:00 - Atualizado em 23 de maio de 2021 - 07:15

A negociação do Corinthians com Renato Gaúcho durou quatro dias e não terminou com final feliz para o clube.

Apesar do balde de água fria em tantos torcedores, que estavam empolgados com a possibilidade do técnico assumir o Timão, não houve qualquer tipo de desgaste na relação com Renato e seu empresário.

A situação foi bem diferente com Diego Aguirre. As tratativas duraram menos de 24 horas, tempo suficiente para dirigentes corintianos se irritarem, principalmente, com a postura de Jorge Américo, agente do treinador.

Contraproposta salarial “fora da realidade”, comparações com o que foi vazado sobre Renato Gaúcho, exigências por premiações em caso de metas alcançadas… Foram muitos pedidos.

Os cartolas perceberam que com Aguirre a conversa era em um tom e com o empresário tudo ficava mais difícil. A vontade manifestada pelo treinador se transformava em acúmulo de empecilhos pouco depois.

Para piorar, o presidente Duilio Monteiro Alves soube do fim da negociação pela imprensa. Só após o vazamento da negativa é que o presidente do Corinthians recebeu uma mensagem de Jorge Américo.

Roberto de Andrade e Alessandro Nunes, internamente, também manifestaram descontentamento pela maneira como a negociação foi conduzida, e lamentaram que tenha sido assim, pois havia muita confiança de que o uruguaio pudesse dar certo no Corinthians.

Agora, o clube segue sua vida e o nome de Sylvinho é o que ganhou força nas últimas horas.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.