Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

30 de maio de 2020 - 00:00

Atualizado em 30 de maio de 2020 - 00:00

Bastidores

Não é só trabalho. Treinos a distância do Palmeiras também têm resenha

Afastado da Academia de Futebol por conta da pandemia de covid-19, o elenco do Palmeiras vem cumprindo programa de treinamento a distância. Além de trabalhar, principalmente, o aspecto físico, os jogadores também aproveitam o contato virtual para resenhar.

“O treino sempre começa às 10 horas. Se você entra umas 9h40, já tem gente interagindo, resenhando. Entra o Jailson, sempre fazendo a gente rir”, contou o jovem meio-campista Gabriel Menino. “Sentimos saudade, mas, no dia a dia, já matamos um pouco”, completou.

Na dinâmica montada pelo Palmeiras, da Academia de Futebol, os preparadores físicos demonstram como os exercícios devem ser executados e os jogadores, a distância, cumprem os movimentos propostos. A interação ocorre por videoconferência e ao vivo.

“Quando acaba a atividade, ficamos batendo papo pela Internet, como fazíamos por muitos minutos no gramado do CT ao final dos treinos”, contou Dudu. “Fica um bate papo nosso, os jogadores com a comissão técnica, que a gente não pode falar. Se não, quando voltar, o Luxemburgo vai até me tirar do time”, completou, rindo.

Impossibilitados de frequentar a Academia de Futebol, os jogadores vêm realizando trabalhos essencialmente físicos. No entanto, o técnico Vanderlei Luxemburgo também já abordou conceitos táticos com os atletas e enviou conteúdo para análise de seus pupilos.

O Palmeiras não entra em campo desde o dia 14 de março, data do empate sem gols contra a Inter de Limeira, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista. Em São Paulo, o futebol será retomado apenas com aval das autoridades sanitárias municipais e estaduais.