Esportes

Na luta para encerrar longo jejum, Atlético-MG tenta iniciar reação no 2º turno

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

23 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 23 de setembro de 2019 - 00:00

Sem vencer uma partida no Campeonato Brasileiro desde o dia 10 de agosto, quando bateu o Fluminense por 2 a 1, o Atlético-MG tenta encerrar este longo jejum nesta segunda-feira, a partir das 20 horas, contra o Avaí, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, no confronto que fecha a 20ª rodada da competição, a primeira do segundo turno.

Em péssima fase, o time atleticano vem de cinco derrotas consecutivas no torneio nacional, sendo a última delas por 3 a 1 para uma equipe do Internacional cheia de reservas, em Belo Horizonte, pois o seu adversário poupou os titulares visando o confronto de volta da final da Copa do Brasil, na quarta-feira, contra o Athletico-PR, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

O novo tropeço no Brasileirão motivou protestos dos torcedores atleticanos durante a semana passada, sendo um deles no aeroporto, na terça-feira, quando os jogadores comandados pelo técnico Rodrigo Santana embarcaram rumo à Argentina visando a partida diante do Colón, na última quinta, em Santa Fé, onde o time comandado pelo técnico Rodrigo Santana acabou sendo derrotado por 2 a 1, de virada, pelo confronto de ida das semifinais da Copa Sul-Americana.

O novo revés elevou ainda mais o clima de pressão vivido pelo próprio treinador, que corre o risco de ser demitido em caso de novos fracassos nesta semana. No Brasileirão, uma vitória será importante para acabar com uma má fase de uma equipe que é a que está há mais tempo sem pontuar na competição.

E ao menos um empate fará o time mineiro reassumir a oitava posição, que passou a ser ocupada pelo Athletico-PR depois da igualdade por 1 a 1 com o Vasco, neste último domingo, em São Januário, no Rio – os dois clubes estão empatados com 27 pontos, mas a equipe de Curitiba está na frente por ter melhor saldo de gols. Em número de vitórias, primeiro critério de desempate, ambos possuem oito.

Com o foco principal em sua classificação à decisão da Copa Sul-Americana, na qual fará o confronto de volta das semifinais na próxima quinta, em Belo Horizonte, Rodrigo Santana deverá escalar um time cheio de reservas nesta segunda-feira, mas ele levou para Santa Catarina alguns jogadores considerados titulares hoje, como é o caso do goleiro Cleiton, do zagueiro Igor Rabello e do meia Cazares.

PIOR SÉRIE – Evitar um revés nesta segunda-feira também fará o Atlético-MG não amargar a sua pior série de derrotas consecutivas na história do Brasileirão de pontos corridos. Desde quando este formato de disputa foi adotado, em 2003, a equipe acumulou por duas vezes cinco derrotas seguidas: uma em 2009, quando foi superado em cinco ocasiões em seus últimos cinco jogos na competição, e uma em 2011, quando também perdeu cinco duelos em sequência no final de sua campanha no primeiro turno.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.