Futebol

Minas se posiciona após polêmica com Maurício Souza

Gazeta
Gazeta Esportiva

26 de outubro de 2021 - 10:12 - Atualizado em 26 de outubro de 2021 - 14:30

O Minas Tênis Clube emitiu uma nota oficial, nesta segunda-feira, se manifestando sobre as acusações de homofobia sofridas pelo jogador Maurício Souza. Em seu Instagram, o atleta fez críticas ao anúncio do quadrinho da DC Comics, onde o novo Super-Homem se descobre bissexual.

Veja também:

Funvic Natal e Sada Cruzeiro decidem a Supercopa de vôlei

“É só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar…”, escreveu Maurício.

“O Clube é apartidário, apolítico e preocupa-se com a inclusão, diversidade e demais causas sociais. Não aceitamos manifestações homofóbicas, racistas ou qualquer manifestação que fira a lei”, publicou o Minas.

“A agremiação salienta que as opiniões do jogador não representam as crenças da instituição sociodesportiva. O Minas Tênis Clube pondera que já conversou com o atleta e tem o orientado internamente sobre o assunto”, completou.

Conflito entre atletas

A publicação de Maurício não foi bem vista por Douglas Souza, atleta da Seleção Brasileira de vôlei. O jogador, que faz parte da comunidade LGBTQIA+, se mostrou contrário às declarações de atleta do Minas e o provocou.

“Engraçado que eu não “virei heterossexual “ vendo os super-heróis homens beijando mulheres….. Se uma imagem como essa te preocupa, sinto muito, mas eu tenho uma novidade pra sua heterossexualidade frágil kkkkkkkk (risos) Vai ter beijo sim. Obrigado DC por pensar em representar todos nós e não só uma parte”, escreveu.

Confira a nota publicada na íntegra pelo Minas:

“O Minas Tênis Clube está ciente do posicionamento público do atleta Maurício Souza, do Fiat/Gerdau/Minas. Todos os atletas federados à agremiação têm liberdade para se expressar livremente em suas redes sociais.

O Clube é apartidário, apolítico e preocupa-se com a inclusão, diversidade e demais causas sociais. Não aceitamos manifestações homofóbicas, racistas ou qualquer manifestação que fira a lei.

A agremiação salienta que as opiniões do jogador não representam as crenças da instituição sociodesportiva. O Minas Tênis Clube pondera que já conversou com o atleta e tem o orientado internamente sobre o assunto.”