Bastidores

Milton Cruz lamenta invasão no CT do Figueirense: “É inadmissível”

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de setembro de 2020 - 14:52 - Atualizado em 24 de setembro de 2020 - 12:01

Durante a participação de Milton Cruz na live da Gazeta Esportiva no Instagram, o treinador aproveitou para comentar a situação vivida pelo Figueirense, time que treinou por mais de um ano. Num momento complicado, o CT do clube fui invadido por torcedores, que chegaram a agredir os atletas e membros da comissão.

“A gente fica triste. O Figueirense fica numa cidade maravilhosa, tem um estádio legal, um CT de qualidade. E está numa situação difícil. Aí tem muita pressão em cima de jogadores, diretores… felizmente não cobraram muito o Elano, que está chegando agora. Mas é uma coisa inadmissível o torcedor invadir o centro de treinamento, jogar rojão”.

Ver essa foto no Instagram

Gazeta Esportiva (@gazetaesportiva) em

Além do que foi divulgado, Milton conta que conversou com alguns amigos de dentro do clube, que relataram o ocorrido. O técnico se mostrou chateado com a situação e comentou como estas atitudes acabam manchando a imagem dos clubes brasileiros no exterior.

“Conversei com amigos lá de dentro e eles me disseram: ‘Milton, você não sabe. Foi uma coisa horrível’. Os caras entraram, derrubando portão, atirando rojão. Então assim, é caso de polícia. Tem que ver quem foram esses caras e tomar uma decisão para que isso não possa acontecer. Se não vira costume. Não é legal para o futebol brasileiro, é isso que vai para fora”.

Sobre a pressão, o comandante não diz ser contrário às reclamações da torcida, desde que feitas de maneira pacífica e no local apropriado. Treinador do clube Figueira entre 2017 e 2018, falou em como essas situações afastam os jogadores do Brasil, citando que muitos preferem encurtar a carreira do que voltar ao país, com medo de ações deste tipo.

“O jogador, o treinador, esses caras trabalham para caramba. É sábado, domingo, feriado, viagem, fica longe da família. E ninguém vai colocar o dedo na cara do outro, mas no futebol o pessoal acha que pode ir para cima. Pô, quer xingar, reclamar, falar qualquer coisa, vai no estádio, paga e xinga, mas invadir o CT assim é inadmissível. Só no Brasil isso acontece. E isso acaba assustando jogador, porque os jogadores se falam, e alguns ficam com medo de irem para clubes assim”.