Esportes

Marinho, do Santos, diz que precisou vender passarinho para comprar chuteira

Gazeta
Gazeta Esportiva

16 de novembro de 2020 - 17:15 - Atualizado em 16 de novembro de 2020 - 20:30

Marinho, do Santos, precisou sofrer para comprar uma de suas primeiras chuteiras na infância. Com pouco dinheiro na família, a alternativa foi vender seu passarinho de estimação.

A solução ocorreu durante os primeiros passos no futebol pelo Penedense, de Alagoas. Penedo é a cidade natal de Marinho.

“Qualquer material para mim estava de boa. Só queria uma chuteira para jogar. Eu não tinha chuteira para a escolinha, mas tinha um passarinho muito bom. Todo mundo queria pagar R$ 100 ou R$ 150, mas eu não aceitava por nada. Acabei vendendo por R$ 50 e comprei uma chuteira de R$ 47 ou 48. Entrei no Penedense assim. Vendi um passarinho para comprar chuteira, é incrível. Muitas crianças hoje pedem chuteira de marca. Eu nunca reclamei, hoje sou patrocinado pela Puma e fico feliz”, disse Marinho, ao Show do Esporte, da Band.

Depois do sofrimento no início da carreira, Marinho é um dos principais jogadores do país. O atacante do Peixe está com 30 anos e é vice-artilheiro do Brasileirão, com 12 gols.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.