Esportes

Marcos Braz revela jogo duro na negociação entre Gerson e Olympique de Marselha

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de maio de 2021 - 17:51 - Atualizado em 24 de maio de 2021 - 18:00

Nos últimos dias, a maioria das versões que aparecem sobre a negociação entre Olympique de Marselha e Flamengo dão como certa a saída de Gerson. Além disso, segundo a maioria, o clube estaria com muita vontade de vender e o atleta sem certeza de que quer ir embora. Mas nesta segunda-feira, o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, revelou que a história não é bem essa.

Em entrevista ao programa ‘Donos da Bola’, da Band Rio, Braz revelou que o Flamengo não está desesperado para vender o jogador. Coerente com a postura declarada anteriormente de que não seria fácil para qualquer equipe tirar jogadores do Rubro-Negro, Braz foi direto ao ponto.

“Se a proposta fosse interessante, a gente tinha fechado há um tempo”, decretou o dirigente, que deu detalhes da sequência dos fatos.

“O pai do jogador, há 20 dias, nos trouxe um encaminhamento de um clube francês, que gostaria de fazer uma proposta, fez essa proposta, fez a proposta para o atleta através de seu procurador, e a gente vem conversando. Tiveram uma ou duas propostas que a gente não aceitou. As conversas continuam para que vejamos se chegará aos números que interessam ao jogador e ao Flamengo”, revelou.

Perguntado sobre o interesse de outros clubes no camisa oito rubro-negro, Marcos Braz disse que, por enquanto, só há na mesa a proposta do clube francês.

“Por enquanto, só tem um clube francês que tem uma proposta firme pelo Gerson. Um ponto que quero tocar é que a janela do futebol europeu está começando agora, é mais do que natural que tenham outros interessados. Hoje não tem nada. O que a gente tem é uma proposta firme e que o Flamengo ainda está analisando”, concluiu.

Gerson é torcedor confesso do Flamengo e não cansa de externar sua felicidade em vestir a camisa rubro-negra. Além disso, também revelou seu sonho em disputar a Copa de 2022 pela Seleção Brasileira, e acredita que atuar no Brasil aumenta suas chances. Para ambas as partes, portanto, parece que só uma proposta muito vantajosa vai convencê-los a sacramentar a transferência.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.