Esportes

Marcos Braz prega calma para tomar decisões, mas não banca Renato no Flamengo

Gazeta
Gazeta Esportiva

28 de novembro de 2021 - 16:00 - Atualizado em 28 de novembro de 2021 - 17:30

A bola, como falou Renato Gaúcho, está com a diretoria do Flamengo. Questionado, o técnico tem futuro incerto no clube rubro-negro. A pressão aumentou após a derrota na final da Libertadores para o Palmeiras. Neste domingo, no retorno da delegação do Uruguai, o discurso do clube é de ter calma para tomar as decisões.

Vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz apontou que o clube vai começar a pensar no futuro a partir desta segunda-feira. O dirigente não bancou a permanência de Renato.

“Não tem decisão. Está todo mundo virado, cansado. Com calma e tranquilidade vamos começar a programar. Temos uma programação a ser feita e na segunda-feira a gente começa a decidir alguns pontos que a gente entenda que possa fazer de correção para que se acabe a temporada. O que posso dizer é que o Renato tem contrato com o Flamengo até 31 de dezembro. Com calma vamos tomar as decisões possíveis”, declarou Marcos Braz.

O Flamengo, agora, vai buscar terminar o Brasileiro com dignidade e começar o planejamento para 2022.

“Já tem treino marcado, toda uma programação feita. Não foi o resultado que queríamos e esperávamos, mas é vida que segue. Temos de fazer os ajustes que tem de fazer com calma. Faltam pouquíssimos jogos no Brasileiro. Jogos importantes para disputar, para que acabe com dignidade o Brasileiro. Em relação a Montevidéu, a gente tem que ter força e tranquilidade para seguir”, acrescentou Braz.

O Flamengo volta a campo nesta terça-feira para enfrentar o Ceará, às 20 horas (horário de Brasília), no Maracanã, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.