Corinthians

Mancini explica ausência de Davó e revela reuniões agendadas com nova diretoria

Gazeta
Gazeta Esportiva

28 de dezembro de 2020 - 07:00 - Atualizado em 28 de dezembro de 2020 - 23:45

Pelo terceiro jogo seguido, Matheus Davó sequer esteve entre os relacionados do Corinthians. Depois da vitória contra o Botafogo, no último domingo, o técnico Vagner Mancini voltou a explicar a ausência do atacante nas partidas.

O treinador destacou que a opção é técnica, e citou a polivalência de Léo Natel como exemplo para explicar a concorrência no setor ofensivo.

“O Davó acabou perdendo espaço porque o Natel entrou na sua função, foi bem contra o São Paulo e o Goiás, hoje também foi muito bem. É um atleta que me dá uma condição diferente do Davó, que só joga por dentro. O Natel também é uma opção por fora, como entrou hoje. Então é o que sempre digo: os atletas estão oscilando, em alguns momentos estão melhores que outros, e o técnico tem que fazer as escolhas certas para cada partida dentro da sua estratégia”, disse o treinador.

Contratado no começo da temporada após se destacar no Guarani, Matheus Davó ainda não conseguiu convencer no Corinthians. Com Tiago Nunes, o jovem de 21 anos disputou apenas duas partidas, ambas vindo do banco de reservas.

Após a chegada de Mancini, o atacante teve chance de ouro contra o Internacional e aproveitou, marcando o gol da vitória por 1 a 0 sobre os gaúchos. Com a boa atuação, Davó emplacou mais quatro jogos como titular, chegando a marcar mais uma vez, diante do Atlético-MG, mas depois disso perdeu espaço. Chegou a ficar no banco de reservas contra Coritiba e Fortaleza, mas depois ficou de fora até da lista de relacionados nos últimos três jogos.

Em baixa nesta reta final de ano, Matheus Davó é um dos atletas que não tem a sua presença garantida para a próxima temporada.

Em 2021, inclusive, o Corinthians passa por mudança na gestão e terá Duílio Monteiro Alves como novo presidente. Também depois da vitória sobre o Botafogo, Vagner Mancini confirmou que tem reunião agendada com a nova diretoria para planejar a próxima temporada.

“Nós temos agendadas algumas reuniões com a nova diretoria, e a partir daí a gente vai falar sobre todo o elenco, sobre aqueles que podem chegar, outros que podem sair. Essas reuniões de planejamento acontecerão na hora certa e já estão agendadas”, disse.

Antes de projetar a próxima temporada, entretanto, Mancini e seus comandados ainda têm 11 rodadas do Campeonato Brasileiro para saber qual será o futuro da equipe. Quando o novo técnico chegou, o Corinthians brigava contra a zona do rebaixamento. Agora, com 39 pontos e na nona colocação, o Timão começa a se colocar entre as equipes postulantes ao G6, que dá uma vaga na Copa Libertadores de 2021.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.