Campeonato Paulista

Luxa vê classificação difícil, justifica três volantes e elogia goleiro Weverton

Gazeta
Gazeta Esportiva

30 de julho de 2020 - 00:53 - Atualizado em 30 de julho de 2020 - 02:00

Da beira do campo do Allianz Parque, Vanderlei Luxemburgo sofreu durante a vitória por 2 a 0 sobre o Santo André, alcançada apenas nos minutos finais da partida disputada nesta quarta-feira. Com vaga garantida nas semis do Campeonato Paulista, o técnico analisou o jogo, justificou a escalação de três volantes e elogiou o goleiro Weverton.

“Foi uma classificação difícil. O adversário é muito bem trabalhado, sabe o que quer e tem jogadores que já passaram por time grande. Finalizam bem e sabem colocar a bola para dentro. Então, acho que fizemos a estratégia certa de ir trabalhando o jogo a cada momento. Ter cinco substituições nos favorece”, declarou.

No primeiro tempo, inferior ao Santo André, o Palmeiras precisou de boas intervenções de Weverton para não começar em desvantagem no marcador. O experiente goleiro, que falhou contra o Corinthians, ganhou afagos do comandante após a boa atuação no Allianz Parque.

“Criamos algumas chances e eles, também. É aí que aparece o goleiro de time grande. Para jogar em time grande, o goleiro tem que fazer a defesa do jogo. E o Weverton fez boas defesas nas duas chances que eles tiveram. Foi um jogo estratégico e a coisa funcionou”, declarou Luxa.

A coisa funcionou para o Palmeiras, especialmente, durante o segundo tempo. Depois de um primeiro tempo de poucas chances com os volantes Patrick de Paula, Gabriel Menino e Ramires, Luxa no intervalo promoveu as entradas dos meias Lucas Lima e Gustavo Scarpa.

“As pessoas falam que (o meio de campo) é defensivo, mas muito pelo contrário. O Gabriel Menino chegou, o Patrick chegou, o Ramires chegou. Então, não existe essa coisa. Você coloca três jogadores que marcam mais, mas eles têm qualidade para jogar bola. Minha preocupação era não ficar vulnerável e desgastar a equipe”, justificou.