Campeonato Paulista

Luxa revela que Patrick pediu para cobrar último pênalti e responde críticos com troféu

Gazeta
Gazeta Esportiva

9 de agosto de 2020 - 09:00 - Atualizado em 9 de agosto de 2020 - 09:15

O técnico Vanderlei Luxemburgo conquistou seu quinto Campeonato Paulista pelo Palmeiras na tarde deste sábado. Após o triunfo nos pênaltis sobre o Corinthians no Allianz Parque, o treinador revelou que Patrick de Paula pediu para bater o último pênalti e, ao lado do troféu, respondeu aos críticos.

Após empate por 1 a 1 no tempo normal, Raphael Veiga, Gustavo Scarpa, Lucas Lima e Patrick de Paula converteram os pênaltis para o Palmeiras, enquanto Bruno Henrique desperdiçou. Pelo Corinthians, Danilo Avelar, Sidcley e Jô acertaram, mas Michel Macedo e Cantillo perderam.

“O Patrick de Paula foi ousado. Ele chegou e falou: ‘Quero bater o quinto pênalti’. Eu falei: ‘Tá bom’. Foi lá e cobrou com propriedade. Perguntam porque coloquei um menino de 20 anos para bater o quinto pênalti. Eu não posso, porque tenho 68 e nem consigo chutar mais a bola”, brincou Luxa, lembrando as origens do atleta.

“É um moleque que, há alguns anos, estava jogando pelada de favela. Na comunidade dele, o tiro come pra lá e pra cá. Ele não está nem aí para bater pênalti. Já nasceu jogador de futebol. Não treme nunca e vai amadurecer ao longo do tempo”, declarou Luxa.

Durante sua entrevista à TV Palmeiras após a decisão, o técnico do Palmeiras pediu para a assessoria de imprensa trazer a taça de campeão paulista e discorreu sobre alguns assuntos. Com o título recém-conquistado, Luxa aproveitou para se dirigir aos críticos.

“Eu não quero mandar recado para ninguém. O maior recado que o treinador pode mandar é levantar a taça. Então, está tudo bem. Não fico na bronca com ninguém que critica. Só acho que o pessoal que não acompanha devia sair um pouco do estúdio e ir ver os treinamentos”, declarou.