Esportes

Luxa cita contato constante com Galiotte e nega cobrança à diretoria por reforços

Gazeta
Gazeta Esportiva

11 de outubro de 2020 - 08:00 - Atualizado em 11 de outubro de 2020 - 08:15

Derrotado pelo Botafogo na noite de quarta-feira, Vanderlei Luxemburgo falou sobre a necessidade de reforçar o elenco do Palmeiras. Após o revés diante do São Paulo, sofrido na noite de sábado, o treinador retomou o assunto e negou ter cobrado a diretoria encabeçada por Maurício Galiotte.

“Quando falei que temos elenco curto, o pessoal entendeu que eu estava dando pancada na diretoria”, disse Luxa. “Não existe cobrança à diretoria. Foi o momento que entendemos para passar ao torcedor e à imprensa que estamos atrás de jogadores para somar qualidade ao elenco e não estamos parados”, explicou o técnico.

O elenco do Palmeiras, considerado curto por Vanderlei Luxemburgo, ficará ainda menor nos próximos dias. Com proposta do Al-Ittihad, time saudita treinado pelo ex-corintiano Fabio Carille, o meio-campista Bruno Henrique está de saída e não foi nem relacionado para o clássico contra o São Paulo.

“Tenho falado constantemente com o presidente, com o Anderson (Barros) das nossas necessidades. O presidente sabe o que tem que fazer e está correndo atrás. Já tem autorização para o Anderson poder correr atrás, mas precisa ver como está o mercado, quanto custa o jogador”, disse Luxa, ciente das dificuldades do clube diante da pandemia.

“Tenho visto o empenho da diretoria, fazendo um trabalho muito difícil de ser feito nesse ano. Com a pandemia, há falta de recursos e você já tem compromissos passados importantes. Então, precisa vender para fazer dinheiro. Estamos fazendo aquilo que tem que ser feito e vamos continuar”, afirmou o técnico.

Com duas derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras segue com 22 pontos e figura na quinta colocação. Pela 16ª rodada, o time comandado por Luxa volta a campo para enfrentar o Coritiba às 18 horas (de Brasília) desta quarta-feira, novamente no Allianz Parque.