Esportes

Luiz Eduardo, menino vítima de racismo, faz visita ao CT do Santos e conhece jogadores

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de dezembro de 2020 - 13:47 - Atualizado em 24 de dezembro de 2020 - 00:00

O Santos recebeu nesta quarta-feira no CT Rei Pelé o garoto Luiz Eduardo, vítima de racismo durante um teste de categoria de base, junto a sua família. Ele foi recepcionado pelos atletas do clube e pelo técnico Cuca.

Além do carinho do elenco, o jovem de 11 anos foi presenteado com produtos licenciados do Peixe, camisas do time e chuteiras, e foi convidado para teste em janeiro.

O atacante Marinho usou as redes sociais para registrar o encontro e desejar sorte ao garoto. “Não poderia deixar de agradecer ao Santos por abrir as portas e abraçá-lo neste momento. Isso mostra a grandeza desse clube”, completou o jogador.

Na última quarta-feira, Luiz Eduardo jogava pela Caldas Cup, em Caldas Novas, pelo time sub-11 da Uberlândia Academy, da cidade do Triângulo Mineiro. Ele deixou o gramado chorando por ter ouvido ofensas do treinador adversário.

“O cara falava assim ‘Fecha o preto aí, ó!’. Aí eu aguardei para falar no final com os pais. Falou um ‘tantão’ de vezes”, disse o menino.

Um boletim de ocorrência foi registrado e o garoto prestou depoimento à Polícia Civil na última sexta sexta. Lázaro Caiana de Oliveira, técnico acusado, nega o relato e alega ter sofrido ameaças após a repercussão do caso. Ele está suspenso provisoriamente.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.