Esportes

Jucilei lamenta impaciência de são-paulinos: “Faz um jogo ruim e já não vale mais nada”

Gazeta
Gazeta Esportiva

25 de junho de 2020 - 16:52 - Atualizado em 25 de junho de 2020 - 16:52

Jucilei teve uma passagem de altos e baixos pelo São Paulo, porém deixou o clube no início deste ano pelas portas dos fundos com a sensação de que sofreu com a pressão pela conquista de títulos. Em entrevista ao jornalista Alexandre Praetzel, o volante lamentou a impaciência da torcida do Tricolor.

“O São Paulo é uma grande equipe e que está há muito tempo sem ganhar, então a torcida está totalmente impaciente. Você faz um jogo ruim e já não vale mais nada, já é ruim de bola, esqueceu de jogar”, disse Jucilei.

Jucilei não poupou críticas a Cuca

Durante a conversa, Jucilei relembrou o momento no qual foi sua situação ficou complicada no São Paulo. O jogador acredita que foi prejudicado por uma obervação de um comentarista esportivo, além de citar a necessidade de encontrar culpados por derrotas como um fator agravante nas cobranças sofridas.

“Futebol é muito dinâmico. Eu errei no jogo contra o Vasco, no qual eu errei um passe. Várias vezes eu escondia a intenção do passe, mas naquele dia o Caio (Ribeiro) falou que eu virei a cara. Quando dava certo ninguém falava. Aí começou um zum zum zum, a mídia e a torcida batendo. Teve a eliminação para o Talleres, na pré-Libertadores. Eu já estou acostumado, no Corinthians em 2011 também foi assim. Lá eu não fui o culpado, mas no São Paulo quiseram botar a culpa em mim, no Nenê, no Diego Souza, em jogadores que recebiam um bom salário”, pontuou o jogador.

Jucilei perdeu definitivamente espaço no São Paulo com a chegada e Cuca no clube. O volante não escondeu o incômodo com a postura indiferente do treinador.

“O Cuca veio e, antes de chegar, já falou que não queria me usar, além do Bruno Peres, Nenê e Diego Souza, sem ao menos treinar. O cara que pediu minha contratação do Al Jaziera para a China chega no clube e não dá nem bom dia para você acho uma falta de respeito das grandes”, afirmou o volante.

Por fim, Jucilei revela que tomou a iniciativa e procurou a diretoria de futebol do Tricolor para pedir a rescisão de seu contrato, já que não se sentia mais confortável no clube.

“Eu mesmo fui atrás do Alexandre Pássaro (gerente-executivo) para rescindir meu contrato. Tinha mais dois anos, mas não estava mais feliz de estar no São Paulo. Nada contra os jogadores ou o presidente, pelo contrário, gosto muito deles. Mas já não estava me sentindo bem naquele ambiente”, finalizou.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.