Campeonatos

Jornal argentino critica atuação do Brasil sem Neymar: “Faltou alegria”

Gazeta
Gazeta Esportiva

14 de novembro de 2020 - 19:43 - Atualizado em 14 de novembro de 2020 - 21:00

O mau desempenho do Brasil diante da Venezuela foi alvo de críticas do diário argentino Olé. Para o veículo, a Seleção sentiu a ausência de Neymar e ressaltou que a equipe deixa de ser uma grande ameaça sem o atacante do Paris Saint-Germain.

“O Brasil venceu, mas faltou alegria. O time fez o placar mínimo e, com o 1 a 0, sobre a Venezuela, voltou a ser o líder isolado das Eliminatórias Sul-Americanas. Mas a sensação no Morumbi não foi a mesma de um mês atrás, daquela equipe com uma infinidade de variações e que goleou nas duas primeiras partidas”, escreveu o jornal.

“E é claro que esse problema tem nome e se chama Neymar. A grande figura deste Brasil foi desfalque pela lesão sofrida no jogo do PSG. E a equipe de Tite sentiu muito, assim como a baixa de seu parceiro Philippe Coutinho, lesionado em partida do Barcelona. Éverton Ribeiro não conseguiu dar a claridade a uma equipe com três pontas, que pressionou apenas por inércia”, completou.

Olé ainda acrescentou que o Brasil enfrentou apenas adversários fáceis nas Eliminatórias (Bolívia, Peru e Venezuela). Com isso, questionou se a Seleção vai conseguir bater de frente com o Uruguai.

“Na terça-feira, haverá um grande jogo e uma prova dura: visitar o Uruguai no Centenário. E novamente o Brasil vai jogar sem Neymar, sua grande figura. Será que a equipe irá recuperar sua alegria ou continuará sentindo falta dele?”.

O Brasil lidera as Eliminatórias com nove pontos em três partidas. Já a Celeste ocupa a 4ª posição com seis pontos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.