Arsenal

Jogadores e clubes do Campeonato Inglês anunciam boicote às redes sociais

Gazeta
Gazeta Esportiva

30 de abril de 2021 - 14:06 - Atualizado em 30 de abril de 2021 - 14:30

Clubes e jogadores do Campeonato Inglês anunciaram nessa sexta-feira, às 11 horas (de Brasília), um boicote às redes sociais, como medida de protesto contra constantes ataques racistas que jogadores da competição vêm recebendo em seus perfis.

O boicote durará 81 horas e já contou com a adesão de jogadores como Richarlison, Kevin de Bruyne, Bruno Fernandes e Harry Kane.

O brasileiro Richarlison falou em suas redes sobre o movimento. “Eu e toda Premier League estaremos ausentes das nossas redes sociais até a próxima terça, por todas as pessoas que sofrem abuso e discriminação online”, disse o jogador no Twitter.

O movimentado é liderado pela Federação Inglesa e inclui as ligas da primeira e da segunda divisão do país. A medida também visa pressionar as próprias redes para que tomem atitudes severas contra os agressores virtuais.

“Queremos que as empresas de mídia social façam mais para evitar o abuso discriminatório online. Portanto, estamos unindo forças com outras equipes e organizações para boicotar as mídias sociais até terça-feira, 4 de maio”, disse Kai Havertz, meia do Chelsea.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.