Esportes

Jobson valoriza elenco ‘humilde’ do Santos: “Às vezes não dá liga cheio de estrelas”

Gazeta
Gazeta Esportiva

10 de janeiro de 2021 - 18:11 - Atualizado em 10 de janeiro de 2021 - 19:30

Jobson foi o herói da vitória do Santos por 1 a 0 sobre o São Paulo neste domingo, no Morumbi, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Recuperado de inflamação no tendão calcâneo, o meia voltou antes do previsto e fez o gol do triunfo santista contra o líder.

“Fico muito feliz. Agradeço a Deus e ao departamento médico. Uma lesão que teria que ter mais tempo de tratamento, mas com a ajuda deles fiz vários procedimentos para adiantar. Hoje pude jogar e ajudar a equipe. Acho que a gente tem que desejar a vitória ao departamento. Aqui é uma família, independentemente de quem veste a camisa. Hoje conseguimos vencer o líder do campeonato”, disse Jobson.

O camisa 8 valorizou o elenco “humilde” do Peixe e o trabalho do técnico Cuca.

“Quem fala que não temos elenco é imprensa e programas de futebol. Aqui não temos muitos consagrados. Alguns jogadores com história como Pará e Sánchez, outros muitos novos que buscam espaço no mundo da bola. Às vezes é melhor ter um elenco onde todo mundo corre junto, se ajuda, do que cheio de estrelas e às vezes não dá liga. Quando nos juntamos, podemos bater de frente com qualquer time”, avaliou.

“O trabalho do professor Cuca nos dá confiança há muito tempo. Temos que engrandecer o trabalho dele. Transformou a equipe, tiro chapéu para ele. Chegaremos ainda mais fortes na quarta e vamos guerrear de novo contra os caras. Se Deus quiser estaremos nos abraçando no final”, completou, lembrando do Boca Juniors na quarta-feira.

Jobson também comentou sobre o recurso do “biquinho” para vencer Volpi.

“A gente tem que ter recursos. Alguns não têm e outros têm. Tive um pouco de sorte, o que dava era o biquinho. Já acompanhei muito, vi muitos jogadores que faziam gol assim. Hoje pude fazer e ajudar”, concluiu.

O Santos poupou seus principais jogadores e ainda deu ritmo para alguns antes de enfrentar o Boca Juniors (ARG) na quarta-feira, na Vila Belmiro, pelo duelo de volta da semifinal da Libertadores da América. Em La Bombonera, empate por 0 a 0.