Corinthians

Jô agradece Sylvinho e relembra busca do Corinthians por estádio: “Sonho de criança”

Gazeta
Gazeta Esportiva

6 de julho de 2021 - 19:07 - Atualizado em 6 de julho de 2021 - 19:15

Com o gol marcado no empate do Corinthians com o Internacional, no último sábado, o atacante Jô igualou o paraguaio Ángel Romero na artilharia da Neo Química Arena, ambos com 27 tentos marcados. Revelado pelo Timão, o jogador de 34 anos lembrou da época em que o clube não tinha estádio e comemorou o feito.

“É uma satisfação muito grande, porque meu sonho de criança sempre foi jogar no estádio do Corinthians. Não tinha estádio antigamente. Aí o seu time do coração passa a ter estádio e você se torna o maior artilheiro, é uma alegria muito grande. Estar tendo essa oportunidade de entrar na história de clube um clube tão grande como o Corinthians é muito feliz. Faltam até palavras para explicar a emoção que é”, disse à Corinthians TV.

Com três gols nos últimos quatro jogos, Jô também se isolou como goleador do Timão na temporada. Com seis bolas na rede, o centroavante ultrapassou Mateus Vital, com cinco. O veterano jogador agradeceu o técnico Sylvinho pela boa fase e revelou uma conversa com o treinador que mudou seu posicionamento dentro de campo.

“Voltar a marcar gols em sequência nos dá confiança. Acho que a equipe te passa essa confiança. Agradecer sempre a Deus, por dar capacidade, e ao professor Sylvinho, que me deu essa oportunidade e essa sequência. O time está em evolução, e você acaba evoluindo também. Estou muito feliz e preparado, como sempre. Difícil falar depois da temporada passada, em que eu tive uma série de lesões, covid, não consegui ter uma sequência muito boa. Estar nessa crescente é muito bom”, afirmou,

“Quando ele (Sylvinho) chegou, ele teve uma conversa comigo, disse que eu teria que trabalhar bastante para ter o meu espaço, que ele poderia me ajudar na questão de posicionamento dentro de campo, reduzir minha área de atuação. Todo mundo sempre falou ‘o Jô não é o mesmo de 2017’, eu já falei todas as questões… Estou conseguindo, nessa área que ele me colocou, fazer um bom trabalho, de pivô, de saída rápida. Isso tem me ajudado bastante e ajudado a equipe. Claro que os resultados vão vir conforme nosso trabalho, mas agradeço muito ele, teve uma conversa muito franca comigo e está conseguindo me ajudar bastante”, completou.

Por fim, Jô celebrou o fato de estar marcado na história do Corinthians e destacou que as marcas positivas são frutos de um trabalho bem-feito.

“Isso tudo é prova de que o trabalho está sendo bem-feito.  A maior satisfação de um jogador é entrar num clube e fazer história. E eu, dentro desse clube aqui, tenho marcado história como jogador mais novo, primeiro artilheiro de um brasileiro… Vão entrando uma série de histórias. Fico muito feliz de entrar numa lista que tem muitos jogadores consagrados que passaram por aqui. É continuar o trabalho, que está sendo bem-feito, e em evolução para ajudar cada vez mais”, concluiu.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.