Esportes

Jardine confirma Matheus Henrique na vaga de Douglas Luiz contra a Arábia Saudita

Jogador entra na vaga de Douglas Luiz, que foi expulso contra a Costa do Marfim

Gazeta
Gazeta Esportiva
Jardine confirma Matheus Henrique na vaga de Douglas Luiz contra a Arábia Saudita
Volante, do Grêmio, terá a oportunidade de começar como titular contra a Arábia Saudita (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

27 de julho de 2021 - 11:38 - Atualizado em 27 de julho de 2021 - 15:00

Nesta terça-feira, o técnico da Seleção Olímpica, André Jardine, concedeu uma entrevista coletiva prévia do confronto contra a Arábia Saudita, pela terceira rodada da fase de grupos dos Jogos de Tóquio. O treinador confirmou Matheus Henrique, do Grêmio, no lugar de Douglas Luiz, expulso no último jogo contra a Costa do Marfim.

“Está confirmado. O Matheus é um jogador muito importante aqui no processo olímpico. É um dos atletas que talvez tenha o maior número de convocações, mais minutos. Foi um jogador titular em quase todas as convocações que esteve com a gente, já foi capitão da equipe. Tem um um entrosamento ótimo com o Bruno Guimarães, então vão reeditar a dupla que jogou praticamente todos os jogos do pré-olímpico”, afirmou.

Jardine explicou como a entrada de Matheus Henrique terá efeito na dinâmica do time.

“Muda um pouco a dinâmica. O Douglas Luiz é um jogador mais defensivo, é um volante com característica de marcação mais forte que o próprio Matheus. Mas normalmente quando joga o Matheus e o Guimarães a gente acaba invertendo um pouco a função e dando essa função de primeiro volante mais ao Guimarães, que acaba jogando um pouco mais centralizado, mais perto dos zagueiros para fazer a saída de bola acontecer e proteger um pouco mais o campo de defesa. O Matheus vai acabar sendo um segundo volante, com alguma liberdade para ir a frente, fazendo cobertura também dos laterais, principalmente do Arana que tem apoiado bastante”, explicou o técnico.

André Jardine também elogiou o jogador do Grêmio, de 23 anos, ressaltando “ter boas decisões dentro do jogo”.

“Traz uma característica muito própria dele que é esse controle, essa capacidade de ler muito o jogo, errar poucos passes, de ter boas decisões dentro do jogo. Com a gente sempre jogou em altíssimo nível e amanhã ele vai poder reeditar uma das suas atuações e a gente torce para que seja no nível das outras”, afirmou.

Brasil e Arabia Saudita se enfrentam nesta quarta-feira, às 5h (de Brasília).