Esportes

Ítalo Ferreira vence 1ª bateria do surfe na história das Olimpíadas e avança às oitavas

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de julho de 2021 - 21:14 - Atualizado em 24 de julho de 2021 - 21:30

Na noite deste sábado (manhã de domingo no Japão), o surfe fez sua estreia como esporte olímpico. Atual campeão mundial, o brasileiro Ítalo Ferreira venceu a primeira bateria masculina na praia de Tsurigasaki, na cidade de Ichinomiya, e avançou às oitavas de final da competição.

Mesmo com o mar não proporcionando as melhores ondas, o brasileiro fechou na liderança com 13.67 no somatório, com ondas de 7 e 6,67 pontos. O segundo colocado no ranking mundial admitiu que o nervosismo da estreia atrapalhou um pouco no início da bateria, mas os aéreos na reta final garantiram as boas notas.

“Sempre tem um nervosismo, mas quando eu comecei a entrar no ritmo da bateria as coisas começaram a acontecer. Eu gosto de surfar, eu não gosto de esperar, então quando eu comecei a pegar bastante onda e comecei a criar as manobras, isso fez com que eu aumentasse as minhas notas e evitasse pensar nos outros adversários. E quando tem onda é bom porque eu só surfo e não me preocupo nem com a prioridade, esse é o meu jeito de competir”, disse o surfista.

Ítalo também comentou sobre a situação das ondas de Tsurigasaki.

“Eu cresci surfando esse tipo de onda, é claro que eu tiro uma vantagem disso, pelo fato da velocidade, de criar manobras grandes em ondas pequenas e impressionar os juízes”, afirmou.

O japonês Ohara Hiroto, com 11.40, ficou em segundo lugar e também conquistou vaga nas oitavas. O italiano Leonardo Fioravanti, com 9.43 pontos, foi o terceiro colocado e agora está na repescagem ao lado do argentino Leandro Usuna, que terminou na quarta posição com 8.27.