Esportes

Ídolo Muller cumpre promessa e protesta em frente ao CCT após derrota contra Botafogo

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de fevereiro de 2021 - 19:49 - Atualizado em 23 de fevereiro de 2021 - 20:00

O ex-jogador Muller esteve nesta terça-feira em frente ao CCT da Barra Funda para manifestar sua insatisfação com o momento do São Paulo. No último domingo, o ídolo do Tricolor e comentarista da TV Gazeta havia falado que faria um protesto caso a equipe empatasse com o Botafogo. O clube do Morumbi foi derrotado pelo Alvinegro, e Muller cumpriu sua promessa.

Durante o programa Gazeta Esportiva nesta terça-feira, o ex-atleta exibiu cartazes com dizeres como “vergonha” e “time pipoqueiro”, além de relembrar seus feitos no Morumbi.

“Prometi e estou cumprindo. Estou aqui em frente ao CT de um clube em que ganhei 13 títulos. Hoje a minha indignação é essa, passar a vergonha de perder para o Botafogo. Eu falei no Mesa (Redonda) e fui bonzinho, disse que se empatasse com o Botafogo iria protestar no CT. Mas perdeu para o Botafogo”, declarou.

A derrota para o Botafogo, na segunda-feira, impediu que o São Paulo garantisse vaga na fase de grupos da Libertadores. O clube carioca já está rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro e conquistou apenas 27 pontos em 37 jogos.

Muller também projetou o duelo entre São Paulo e Flamengo, válido pela última rodada do Brasileirão. O Rubro-Negro vai ao Morumbi em busca de uma vitória para assegurar o título da competição. Para o ex-atacante, a equipe carioca é amplamente favorita.

“São duas situações diferentes. O São Paulo já está jogando mal há muito tempo, e o Flamengo começou a subir de quatro jogos para cá. O Rogério Ceni acertou a zaga recuando o Arão e colocando o Diego de volante. O Flamengo vem com qualidade, com a confiança lá em cima, diferente do São Paulo, que hoje é um time desfigurado. O Vizolli não tem culpa nenhuma”, disse Muller.

Por fim, o comentarista da TV Gazeta elegeu o maior vexame do São Paulo na temporada. Muller lembrou da eliminação para o Mirassol nas quartas de final do Campeonato Paulista e da derrota para o modesto Binacional, do Peru, pela Libertadores, mas fez questão de destacar o revés por 4 a 2 para o Red Bull Bragantino.

“Acho que todas as eliminações para Mirassol, Binacional… River (Plate), não porque tem qualidade. Acho que todas essas eliminações são um fracasso, uma vergonha. E a goleada para o Bragantino, que é um time pequeno. O Inter é time grande, é diferente, mas o Bragantino foi um dos maiores vexames do São Paulo nessa temporada”, concluiu.

Pelo São Paulo, Muller conquistou quatro Campeonatos Paulistas, uma Recopa Sul-Americana, uma Supercopa Libertadores, dois Campeonatos Brasileiros, duas Libertadores e dois Mundiais de Clubes. Além dos títulos, também é o sétimo maior artilheiro da história do Tricolor, com 160 gols em 387 partidas.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.