Esportes

Hungria é sancionada pela Uefa por comportamento “discriminatório” de seus torcedores

Gazeta
Gazeta Esportiva

9 de julho de 2021 - 16:17 - Atualizado em 9 de julho de 2021 - 16:30

A Federação Húngara de Futebol foi sancionada com três jogos a portas fechadas – um dos quais com cumprimento em suspenso – e uma multa de 100.000 euros (R$ 624,6 mil) pelo “comportamento discriminatório de seus torcedores” nas três partidas disputadas pela seleção na Eurocopa. O anúncio foi realizado pela Uefa nesta sexta-feira.

Gritos racistas contra atletas negros da França foram proferidos da arquibancada onde estavam os ultras húngaros, em Budapeste, no dia 19 de junho. A Uefa também investigou faixas homofóbicas usadas pelos torcedores durante as outras partidas da fase de grupos, contra Portugal e Alemanha.

Torcedor invade o gramado durante Alemanha x Hungria em protesto contra a homofobia.

Na fase de grupos da Eurocopa, a Uefa foi criticada por ter vetado as autoridades de Munique, na Alemanha, que iluminassem o estádio Allianz Arena com as cores do arco-íris da comunidade LGBT. Tratava-se de um protesto contra uma lei húngara considerada homofóbica, por ocasião do jogo entre Alemanha e Hungria.

A Uefa invocou, então, uma obrigação de neutralidade política, afirmando que tem um “firme compromisso” na luta contra a homofobia.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.