Atlético-MG

Hulk analisa empate com o Boca e celebra primeira vez na Bombonera: “Vai ficar para a história”

Gazeta
Gazeta Esportiva

13 de julho de 2021 - 22:10 - Atualizado em 13 de julho de 2021 - 22:30

Nesta terça-feira, o Atlético-MG empatou com o Boca Juniors por 0 a 0 na Bombonera, na Argentina, pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores de 2021. Apesar de estar atuando longe de casa, Hulk destacou que o Galo poderia ter conquistado um resultado melhor.

“São duas finais. Cada jogo é decisivo. A gente veio aqui para tentar buscar a vitória, claro que respeitando o Boca, que é uma equipe grande também. Infelizmente, não conseguimos a vitória, mas saímos daqui com o empate e vamos decidir na próxima semana, no nosso estádio. Esperamos estar bem melhores, errar menos e poder aproveitar ao máximo”, analisou após o jogo.

O experiente atacante também aproveitou para comentar sobre a sensação de pisar no gramado da Bombonera pela primeira vez.

“Sensação única. A gente queria que esse estádio estivesse lotado. A torcida do Boca é uma torcida maravilhosa, assim como a nossa. Jogar nesse estádio, um estádio histórico, eu fico muito feliz por ter tido essa oportunidade. Saio daqui lisonjeado por ter tido essa oportunidade de jogar aqui com o Galo, contra uma grande equipe, num estádio maravilhoso e, com certeza, vai ficar para a história”, finalizou.

Atlético e Boca voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 19h15 (de Brasília), dessa vez no Mineirão, em Belo Horizonte. Quem vencer avança às quartas de final. Se houver mais um empate sem gols, a decisão vai aos pênaltis. Já em caso de uma igualdade com tentos, os argentinos se classificam.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.