Esportes

Hamilton elogia velocidade de Imola, mas afirma que pista “não é boa para corrida”

Gazeta
Gazeta Esportiva

31 de outubro de 2020 - 18:06 - Atualizado em 31 de outubro de 2020 - 18:30

O Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Imola, voltou ao calendário da Fórmula 1 após 14 anos de ausência. Com isso, muitos pilotos tiveram a primeira oportunidade de percorrer o circuito pela categoria e avaliá-lo neste sábado, durante os treinos.

O hexacampeão Lewis Hamilton rasgou elogios à velocidade que a pista proporciona aos carros. Para ele, os pneus “abraçam” o asfalto e permitem que as curvas sejam feitas com uma maior rapidez.

“A pista é incrível. É inacreditável como é rápida. É um circuito com curvas de média e alta velocidades. Os pneus estão funcionando aqui e o nível de aderência é alto. Eles estão “abraçando” o asfalto e conseguimos fazer as curvas com muita velocidade, é lindo”, declarou.

No entanto, o britânico acrescentou que o circuito não é bom para corrida, pois é muito estreito e dificulta a realização de ultrapassagens durante a prova.

“Acho que para uma única volta é muito boa, mas definitivamente não é uma boa pista para a corrida, uma vez que andamos tão rápido. Ela é estreita e será muito complicado de ultrapassar. Provavelmente não haverá ultrapassagens depois da curva dois e talvez na reta principal. Mas em uma única volta é fenomenal de pilotar”, afirmou o piloto.

Na sessão de treinos classificatórios deste sábado, Hamilton confirmou o 2º lugar e vai largar atrás de seu companheiro Valtteri Bottas. O hexacampeão lidera o campeonato mundial com folga, tendo 256 pontos contra 179 do finlandês.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.