Esportes

Hamilton é punido com 10 segundos e Bottas vence GP da Rússia

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de setembro de 2020 - 10:07 - Atualizado em 27 de setembro de 2020 - 12:30

Valtteri Bottas foi o grande vencedor do GP da Rússia. Lewis Hamilton perdeu a chance de igualar a marca de Michael Schumacher como maior vencedor da Fórmula 1. O inglês fez o teste de largada em posição proibida duas vezes durante o aquecimento e foi punido com 10 segundos, o que acabou decidindo a prova.

O pódio se manteve com os nomes que vêm dominando a Fórmula 1 nesta temporada. Bottas venceu, com Verstappen em segundo e Hamilton em terceiro. A corrida aconteceu com a presença de público em Sochi. Outro destaque positivo foi Charles Leclerc, da Ferrari. Que largou em 11º e terminou em sexto lugar.

Logo após a largada, Stroll e Sainz deixaram a prova por conta de um acidente. Ambos bateram sozinhos e forçaram a entrada do Safety Car na pista. Quanto à punição de 10 segundos ao piloto Lewis Hamilton, foi paga nos boxes, antes da troca de pneus. Com isso, o britânico voltou na 11ª posição, conseguindo ainda voltar ao pódio.

1- Valtteri Bottas (Mercedes)

2- Max Verstappen (Red Bull): 7.729

3- Lewis Hamilton (Mercedes): 22.729

4- Sergio Pérez (Racing Point): 30.558

5- Daniel Ricciardo (Renault): 52.065

6- Charles Leclerc: 62.186

7- Esteban Ocon (Renault): 68.006

8- Daniil Kvyat (Alpha Tauri): 68.740

9- Pierre Gasly (Alpha Tauri): 89.766

10- Alex Albon (Red Bull): 97.860

11- Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo): + 1 volta

12- Kevin Magnussen (Haas): + 1 volta

13- Sebastian Vettel (Ferrari): + 1 volta

14- Kimi Raikkonen (Alfa Romeo): + 1 volta

15- Lando Norris (McLaren): + 1 volta

16- Nicholas Latifi (Williams): + 1 volta

17- Romain Grosjean (Haas): + 1 volta

18- George Russell (Williams): + 1 volta

19- Lance Stroll (Racing Point): não completou a corrida

20- Carlos Sainz (McLaren): não completou a corrida