Esportes

Hamilton conquista a pole position para a Sprint Race do GP de São Paulo de F1

Gazeta
Gazeta Esportiva

12 de novembro de 2021 - 16:12 - Atualizado em 12 de novembro de 2021 - 17:30

Lewis Hamilton conquistou nesta sexta-feira a pole position para a Sprint Race do Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula 1, prova que definirá o grid de largada para a corrida de domingo. O piloto da Mercedes cravou 1min07s934 no treino classificatório, deixando para trás seu principal concorrente pelo título nesta temporada, Max Verstappen.

Hamilton, inclusive, foi o único piloto do grid a figurar na casa do um minuto e sete segundos no treino classificatório. Verstappen, o segundo colocado, registrou 1min08s372, seguido por Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes, com 1min08s469, e Sergio Perez, da Red Bull, com 1min08s483.

Além de Hamilton, Pierre Gasly também foi destaque. O francês da AlphaTauri foi o quinto mais rápido do grid. Para se ter uma ideia, seu companheiro de equipe, o japonês Yuki Tsunoda, sequer foi para o Q3.

Q1 – Max Verstappen foi um dos primeiros pilotos a irem para a pista e não demorou para cravar o melhor tempo: 1min09s329. Pouco depois, no entanto, Lewis Hamilton entrou em ação e mostrou mais uma vez que não veio ao Brasil a passeio. Com pneus macios, assim como o piloto da Red Bull, o heptacampeão mundial cravou 1min08s824 para se isolar como único do grid a cruzar a linha de chegada na casa de um minuto e oito segundos.

Não satisfeito, Lewis Hamilton foi com tudo para mais uma volta no Q1 e conseguiu diminuir ainda mais seu tempo, desta vez cravando 1min08s733.

Carlos Sainz, da Ferrari, também desbancou Max Vestappen ao cruzar a linha de chegada em 1min09s046. Depois, foi a vez de Bottas jogar o líder do campeonato mais para baixo ao registrar 1min09s238.

Já na reta final dos primeiros 18 minutos de treino classificatório, Charles Leclerc fez boa volta para registrar o terceiro melhor tempo (1min09s155) e assegurar a presença das duas Ferraris no Q2 com certa folga.

Quem acabou eliminado no Q1 foram Lance Stroll (1min09s663), da Aston Martin, Nicholas Latifi (1min09s897) e George Russel (1min09s953), ambos da Williams, além da dupla da Haas, Mick Schumacher (1min10s329) e Nikita Mazepin (1min10s589).

Q2 – Lewis Hamilton se manteve soberano no Q2. Assim como no Q1, Max Verstappen registrou o melhor tempo primeiro (1min08s567), mas o heptacampeão mundial voou baixo para cravar 1min08s386, 431 milésimos mais rápido que o rival pelo título de 2021.

Verstappen ainda chegou a fazer uma volta melhor, registrando 1min08s499, mas não conseguiu superar Hamilton. Como se não bastasse, ele ainda foi desbancado por Valtteri Bottas, o outro piloto da Mercedes, que cruzou a linha de chegada em 1min08s426.

Charles Leclerc, da Ferrari, com 1min08s859, veio logo atrás, seguido por Pierre Gasly, um dos destaques do dia, que cravou 1min08s903 com a Alpha Tauri.

Esteban Ocon (1min09s189), da Alpine, Sebastian Vettel (1min09s399), da Aston Martin, Yuki Tsunoda (1min09s483), da AlphaTauri, além de Kimi Raikkonen (1min09s503) e Antonio Giovinazzi (1min10s227), ambos da Alfa Romeo, acabaram eliminados.

Q3 – Nos últimos 12 minutos de treino classificatório, o chamado Q3, nada mudou. Hamilton seguiu aumentando o sarrafo, baixando sua volta mais rápida para a casa de um minuto e sete segundos, mais precisamente 1min07s934. Antes, ele já figurava como piloto mais rápido do grid ao cravar 1min08s107.

Coube a Max Verstappen se contentar com a volta completada em 1min08s372, tempo que lhe garante a segunda posição no grid de largada da Sprint Race. Líder do campeonato, o holandês tentará se aproveitar da punição recebida por Hamilton, que perdeu cinco posições no grid de largada da corrida de domingo.

Confira o resultado completo do treino classificatório para a Sprint Race: