Bastidores

Há nove anos, Santos ficava perto da final da Libertadores após vitória suada

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Há nove anos, Santos ficava perto da final da Libertadores após vitória suada

25 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 25 de maio de 2020 - 00:00

Há exatos nove anos, o Santos dava mais um importante passo rumo ao título da Libertadores de 2011. Jogando no Pacaembu, o Peixe contou com o brilho de Neymar para superar o Cerro Porteño por 1 a 0 e ficar apenas a um empate da grande final.

Jogadores do Santos comemoram gol de Edu Dracena (Foto: Divulgação/Ivan Storti)

Com o estádio lotado, as expectativas eram de que o time da Baixada Santista não teria problemas para vencer. Entretanto, os paraguaios mostraram que também queriam brigar pelo título. Com uma forte marcação na saída de bola, prederam os rivais logo no meio de campo, impedindo que a bola chegasse ao pés de Neymar. Além disso, a ausência de Ganso, machucado, dificultava as armações de jogadas.

Então, apenas aos 43 minutos da primeira etapa, o camisa 11 santista conseguiu achar uma brecha e partiu em disparada, driblando os adversários pela ponta, para acertar um cruzamento milimétrico na cabeça de Edu Dracena. A finalização do zagueiro ainda bateu no travessão antes de quicar dentro do gol. Um tento chorado, mas que valeu uma tranquilidade a mais para o jogo da volta.

Com isso, o Santos ficou apenas a um empate da final e foi justamente o que ocorreu. Um empate no Paraguai por 3 a 3 e uma vaga na decisão, vencida pelo time de Neymar.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.