Bragantino

Há 30 anos, Bragantino entrava para a história ao conquistar o Campeonato Paulista

Gazeta
Gazeta Esportiva

26 de agosto de 2020 - 07:00 - Atualizado em 26 de agosto de 2020 - 07:16

Há exatamente 30 anos, o Bragantino entrava para a história do futebol paulista. Foi no dia 26 de agosto de 1990 que a equipe do interior empatou com o Novorizontino, por 1 a 1, em casa, e se consagrou campeã do Estadual pela primeira e última vez.

Diferente de hoje em dia, os Campeonatos Paulistas na década de 90 eram mais longos, com durações de até oito meses, e com regulamentos distintos. A edição do título do Massa Bruta, inclusive, ocorreu de uma maneira totalmente diversa do que vinha sendo feito até então.

O torneio foi disputado por 24 clubes, sendo que os 12 melhores do ano anterior ficavam em um grupo e os dez piores, além de Ituano e Ponte Preta, vindos da Série A2, em outro. Para a próxima fase, passaram os sete mais bem colocados da primeira chave e os cinco melhores da segunda. Já os times que não se classificaram disputaram uma repescagem.

Na sequência, as 14 agremiações que avançaram foram divididas em dois grupos, e a melhor de cada um avançou à final. De um lado passou o Bragantino e do outro o Novorizontino.

A equipe de Luxemburgo, que hoje está no Palmeiras, chegou à decisão com a melhor campanha da competição, e por isso teve o privilégio de jogar a volta em seu estádio, podendo apenas empatar no agregado para garantir o caneco. E nos dois jogos deu justamente empate, ambos por 1 a 1, consagrando o Bragantino campeão paulista de 1990.

Os jogadores do Bragantino em pé (da esquerda para a direita): Júnior, Biro-Biro, Carlos Augusto, Mauro Silva e o goleiro Marcelo – Agachados: Gil Baiano, Ivair, Sílvio, Mário, Tiba e João Santos, antes da segunda partida contra o Novorizontino, válida pela final do Campeonato Paulista de 1990