Esportes

Gómez elogia Marinho, mas garante Palmeiras pronto para decisão da Libertadores

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de janeiro de 2021 - 15:16 - Atualizado em 29 de janeiro de 2021 - 16:30

Um dos principais desafios do Palmeiras para a final da Libertadores deste sábado, às 17h (de Brasília), no Maracanã, será parar o ataque do Santos. Destaque do Peixe na temporada, Marinho é o artilheiro do Campeonato Brasileiro, com 16 gols, e concorre ao prêmio de melhor jogador do torneio continental, ao lado do companheiro Soteldo e dos adversários Weverton e Rony.

Mesmo assim, o zagueiro Gustavo Gómez garantiu que o Verdão está pronto para segurar as investidas santistas. O capitão alviverde elogiou o camisa 11 alvinegro, mas lembrou que a equipe comandada por Abel Ferreira tem boas peças defensivas, como o uruguaio Matías Viña.

“Está vivendo uma boa fase, mantendo um nível alto. Mas a gente está preparando também, temos Matías (Viña), que é de seleção e acreditamos nele. Estamos tratando de controlar e fazer um grande jogo”, assegurou.

Gómez também afirmou que os experientes jogadores do Palmeiras auxiliam para que o restante do elenco permaneça focado para o clássico histórico. O defensor ainda revelou que o plantel tem se preparado muito para o calor do Rio de Janeiro. Durante a final, os termômetros deve atingir os 37ºC.

“Acho que nosso time está preparado. Como falou o professor (Abel Ferreira), temos muitos jogadores de experiência, Felipe (Melo), Marcos Rocha, Weverton. Isso ajuda muito para estar focado, fazer um jogo inteligente amanhã. O clima vai estar quente, mas estamos nos hidratando e dormindo bem. Amanhã, se Deus quiser, faremos um grande jogo”, disse.

Outro motivo que deixa Gómez confiante para a decisão é a campanha do Verdão na atual edição da Libertadores. O camisa 15 destacou confrontos importantes no torneio e exaltou os duelos contra o River Plate nas semifinais.

“Tem que dar mérito ao River, é um dos melhores times da América e do mundo, jogou a final ano passado. Tem um treinador bom, um time que joga a muito tempo junto. Sabíamos que seria muito difícil e, graças a Deus, fizemos um jogo quase perfeito na Argentina. Depois, seguramos o resultado. Sofremos, mas futebol é assim, o adversário também joga, estuda a gente. Passamos por muita dificuldade também O Delfín-EQU lá foi muito difícil, o Libertad-PAR lá foi muito difícil também. Foram partidas difíceis, mas estamos aqui na final, que era nosso objetivo”, afirmou.

Por fim, Gustavo Gómez falou sobre a ausência dos torcedores no Maracanã, por conta da pandemia de covid-19. O jogador confirmou que gostaria de contar com o apoio da massa alviverde, mas lembrou que o momento é de precaução.

“Como todo mundo sabe, melhor ficar em casa do que fazendo aglomeração. Seria legal se tivesse torcedor, mas não é o momento. Tem de aceitar isso. A família vai estar, liberaram uns ingressos, com protocolo, mas quase nada. Vai ser uma final diferente, mas estamos focados que nosso sonho está ai”, finalizou.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.