América-MG

Goleiro do América-MG avalia decisão contra o Palmeiras e trata Copa do Brasil como sonho

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de dezembro de 2020 - 18:54 - Atualizado em 24 de dezembro de 2020 - 19:15

Um dos personagens no empate entre Palmeiras e América-MG, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, o goleiro Matheus Cavichioli deu entrevista para o programa Gazeta Esportiva, da TV Gazeta, nesta quinta-feira, e comentou sobre a possibilidade do Coelho superar o Verdão e até sonhar com um título da competição.

O arqueiro da equipe comandada pelo técnico Lisca ressaltou que o clube é o único entre os semifinalistas que disputa a Copa do Brasil desde as fases iniciais. Cavichioli teve pés no chão para dizer que o foco está no acesso rumo à Série A do Campeonato Brasileiro, mas não descartou o título no torneio eliminatório.

“Nós estamos nessa caminhada desde o início, disputando todos os jogos. Contra o Internacional foi a única derrota, mas mesmo assim conseguimos a classificação nas penalidades. Temos a certeza que nosso foco é o acesso, levar o América-MG para a elite do campeonato, e a gente vem correndo por fora nessa Copa do Brasil. Estamos aqui, trabalhamos forte para isso. É um sonho que a gente está sonhando acordado e estamos fazendo valer esse sonho, e porque não continuar sonhando? Saímos ganhando, o Ademir teve a felicidade de abrir o placar, e mostra que tem coisa sendo bem feita e a gente pode sonhar sim com alguma coisa a mais”, declarou.

Com a igualdade no placar no Allianz Parque, as equipes agora decidirão a vaga no Independência. O América-MG tem o mando de campo na partida decisiva, e Matheus Cavichioli avaliou quais são as vantagens, já que o Coelho não terá o apoio da torcida, por conta da pandemia da covid-19.

“Vantagem não existe porque está tudo zerado. Temos a felicidade de poder resolver a situação dentro da nossa casa, nosso terreno. Conhecemos os atalhos dentro do campo, é um gramado natural, não é um gramado sintético, que tem bastante diferença. A vantagem de jogar em casa, mas sem torcida, é que a gente não precisa viajar, não tem o cansaço da viagem. Essa seria a única vantagem”, analisou.

Para manter o sonho vivo, o América-MG precisa da vitória a qualquer custo. Como não há vantagem em gols marcados fora de casa, um novo empate no Independência leva o jogo para os pênaltis. O duelo de volta acontece na próxima quarta-feira, às 21h30. Antes disso, entretanto, o Coelho recebe o CRB, neste sábado, às 18h30, pela Série B.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.