Bastidores

Gnabry, do Bayern, comenta sobre os desafios da volta do futebol alemão

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Gnabry, do Bayern, comenta sobre os desafios da volta do futebol alemão

23 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 23 de maio de 2020 - 00:00

O Campeonato Alemão foi o primeiro entre os principais a ter seu reinício concretizado. Entretanto, para isso ocorrer, diversos protocolos de segurança estão tendo que ser respeitados. Um deles é realização das partidas sem a presença de público, algo que muitos jogadores nunca haviam vivenciado. Para Serge Gnabry, do Bayern de Munique, é estranho não ter a torcida criando a atmosfera, mas quando o juiz apita, a vontade de ganhar e alcançar grandes resultados é a mesma.

(Foto: Divulgação/Bundesliga)

“É estranho jogar sem público. Estamos acostumados a olhar em volta e ter muitas pessoas, barulho, as pessoas torcendo por você, tudo isso faz aumentar a adrenalina. Parece algumas vezes um ambiente de amistosos ou treino, mas sabemos que é a Bundesliga e precisamos vencer sempre. Tem que estar sempre focado, com o máximo de atenção”, afirmou o atacante bávaro.

O Bayern é o atual líder do campeonato, com 58 pontos, quatro a mais que o Borussia Dortmund. Faltando oito jogos para o fim do torneio, a briga pelo título está aberta. Neste sábado, o Bayern encara o Eintracht Frankfurt, enquanto o Dortmund mede forças com o Wolfsburg. E na terça-feira, líder e vice-líder se encaram em um jogo que pode ser o divisor de águas da Bundesliga.

Para o ponta do Bayern, a sequência da temporada será difícil e o time precisará estar muito bem para sair com a taça.

“É imprevisível, temos jogos difíceis contra o Frankfurt e Dortmund, que está quatro pontos atrás. É o jogo mais importante para conquistarmos a Bundesliga novamente. Sobre as dificuldades da volta, elas são iguais para todos, não podemos reclamar. No futebol é difícil prever os resultados e nas circunstâncias atuais, mais ainda”, explicou.

Para tentar sair vitorioso deste complicado fim de temporada, Gnabry crê que é importante o time bávaro manter o ataque avassalador que vem tendo, com 75 gols em 26 partidas, uma média de 2,88 gols por jogo

“Precisamos ser agressivos sempre, recuperar cedo a bola, especialmente no campo adversário, e garantir que vamos sempre para frente. Isso é essencial e, claro, o Lewandowski está em grande fase e isso nos ajuda muito e contamos com ele para fazer gols”, finalizou.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.