Esportes

Gilson Kleina é demitido após derrota em casa para o Chapecoense

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

2 de junho de 2016 - 00:00 - Atualizado em 2 de junho de 2016 - 00:00

Antes mesmo do jogo com a Chapecoense, Kleina corria grandes riscos de ser demitido. Pachequinho assume interinamente. (Foto: Coritiba/Divulgação)

Ex-ídolo Pachequinho assume o comando do Coritiba interinamente

O técnico Gilson Kleina não resistiu ao início ruim do Coritiba no Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, a diretoria do clube paranaense anunciou a demissão do treinador, um dia apenas após o time ser derrotado pela Chapecoense por 4 a 3, pela quinta rodada da competição. 

A diretoria do Coritiba ainda não definiu o substituto de Kleina apenas confirmando que Pachequinho assume o comando da equipe interinamente. Assim, a não ser que o nome do novo treinador seja definido rapidamente, será ele quem dirigirá a equipe no duelo do próximo sábado com Corinthians, no Itaquerão, pela sexta rodada do Brasileirão. 

A demissão de Kleina já era dada como certa após a derrota para Chapecoense, com o próprio treinador falando em tom de despedida na sua entrevista coletiva. “O presidente pegou o clube em uma situação difícil. Se minha saída for melhorar, aceito, mas não deixem o Coritiba. Vou conversar com a diretoria amanhã, temos que ter lisura, e o Coritiba tem que estar em primeiro lugar sempre”, disse. 

Kleina foi anunciado como técnico do Coritiba no fim do ano passado. Sob o seu comando, o time foi vice-campeão paranaense, perdendo os dois jogos da final para o rival Atlético, caiu na segunda fase da Copa do Brasil e na fase de grupos da Copa da Primeira Liga, a Sul-Minas-Rio. 

Além disso, o time ocupa o 16º lugar no Brasileirão, com quatro pontos, e entrará na zona de rebaixamento nesta quinta-feira, qualquer que for o resultado da partida entre América Mineiro e Ponte Preta. 

Antes mesmo do jogo com a Chapecoense, Kleina corria grandes riscos de ser demitido. Porém, na última segunda-feira, a diretoria decidiu manter o treinador, mas optando pela saída de Valdir Barbosa, o diretor de futebol do clube. Agora a postura do comando do clube foi diferente. 

O Coritiba é o terceiro técnico a mudar de treinador durante a disputa do Brasileirão. O Atlético-MG trocou Diego Aguirre por Marcelo Oliveira após o time ser eliminado nas quartas de final da Copa Libertadores. Já Muricy Ramalho deixou o Flamengo por problemas de saúde, sendo sucedido pelo interino Zé Ricardo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.