Esportes

Gerson comenta sobre caso de racismo: “Nunca vou esquecer esse dia”

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de dezembro de 2020 - 19:35 - Atualizado em 23 de dezembro de 2020 - 20:00

O jogo entre Flamengo e Bahia foi um dos mais emocionantes do Campeonato Brasileiro. Só que a injúria racial sofrida pelo meia Gerson apagou o que teve de bom no Maracanã.

Gerson prestou queixa contra Índio Ramírez, do Bahia. O jogador falou com a Fla TV nesta quarta-feira sobre o assunto.

“Noite ruim, eu nunca tinha sofrido ato racista. Quando sofre na pele, é pior ainda. Nunca vou esquecer esse dia. Mas as medidas já foram tomadas. Não sei qual a diferença que as pessoas veem de uma para outra. Quando se machuca, qual é a cor do sangue? Não sei o motivo de o mundo em que vivemos ter essas coisas. É muito triste. Não vai ser isso que vai me desanimar. Quero ser uma voz ativa no mundo”, disse.

O meia rubro-negro ressaltou que nunca foi de se expor e isso contribui para confirmar que disse a verdade.

“Eu sou um dos que menos gosto de dar entrevista, não gosto de aparecer muito. Eu não ia aparecer na televisão e fazer uma acusação dessas… não sou nenhum palhaço. E depois ainda provariam que era mentira. Minha filha e família iam me ver como mentiroso? Não preciso de mídia. Eu tenho que aparecer é no campo. Sobre quem fez deboche, não tenho nem o que dizer”, declarou.

O caso ainda terá desdobramentos nos próximos dias. Índio Ramírez, Mano Menezes e o árbitro Flávio Rodrigues ainda vão prestar depoimento sobre o episódio. Na esfera esportiva, o STJD deve denunciar o jogador do Bahia nos próximos dias.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.