Esportes

“Gato traficante” é apreendido pela polícia ao tentar entrar com drogas em presídio

O animal seria usado pelos presos como transportador de entorpecentes para dentro do complexo

Aline
Aline Taveira / Produtora
“Gato traficante” é apreendido pela polícia ao tentar entrar com drogas em presídio
O gato foi apreendido e levado a uma entidade responsável (Foto: Polícia Nacional do Panamá/Twitter)

19 de abril de 2021 - 15:06 - Atualizado em 19 de abril de 2021 - 15:06

Um gato que portava drogas foi interceptado pela polícia ao tentar entrar em uma prisão na última sexta-feira (16). O animal “traficante” carregava os entorpecentes em um pano amarrado ao corpo e foi pego em frente à prisão de Nueva Esperanza, na província caribenha de Cólon, no Panamá. 

Segundo o chefe do Sistema Penitenciário do Panamá, Andrés Gutierrez, o animal carregava pacotes com pó branco, folhas e “matéria vegetal”, o que corresponderia a cocaína, maconha e crack.

Os entorpecentes estavam amarrados ao gato em um pano (Foto: Panama’s Prosecutor Office/AFP)

O complexo abriga mais de 1.700 presos e a polícia registrou o momento da apreensão, posteriormente publicado por veículos locais. Confira:

Investigação

O governo panamenho logo anunciou que as investigações sobre o uso de animais no contrabando de entorpecentes para o presídio já foi iniciada e que o gato está sob cuidados de uma entidade de defesa dos animais

Não foi a primeira vez que a polícia local flagrou tentativas inusitadas de transferência de substâncias ilícitas para dentro da prisão. Outros animais, como pombas, e até mesmo dispositivos tecnológicos como drones já foram utilizados anteriormente pelos internos, de acordo com as autoridades.