Corinthians

Garotos aproveitam chance e podem ser mais utilizados por Mancini

Gazeta
Gazeta Esportiva

31 de janeiro de 2021 - 07:00 - Atualizado em 31 de janeiro de 2021 - 23:45

A derrota para o Bahia, na última quinta-feira, atrapalhou os planos do Corinthians no Campeonato Brasileiro. Atualmente, o clube briga por um lugar no G-6 e quer garantir vaga na Libertadores. O revés na Arena Fonte Nova, no entanto, pode ter ajudado Vagner Mancini a encontrar novas peças para a reta final da competição.

Isso porque os jovens Gabriel Pereira e Raul entraram no segundo tempo da partida e foram destaques do Timão. Enquanto o primeiro fez uma grande jogada e deu a assistência para o gol corintiano, o segundo estreou profissionalmente com a camisa alvinegra e foi seguro atuando improvisado como lateral esquerdo.

Cria das categorias de base do Corinthians, Gabriel Pereira tem 19 anos, é meio-campista e já disputou sete partidas no atual Brasileirão. O jovem canhoto despontou na Copa São Paulo de Juniores de 2020 e entrou na vaga de Gustavo Mosquito contra o Bahia, aos seis minutos da etapa final. Após o jogo, Mancini elogiou a atuação do camisa 38.

“Hoje, eu também acho que ele entrou muito bem no jogo, acabou sendo decisivo em alguns lances. É mais um atleta que estamos valorizando”, disse o treinador.

O garoto do Timão também chamou atenção pela boa performance nas beiradas do campo, função que geralmente é exercida por Cazares. Acontece que o equatoriano está lesionado, o que pode fazer com que Gabriel Pereira receba mais oportunidades.

“O atleta está acostumado a jogar pelos lados, se sente bem ali, mas óbvio que eu vou buscar essa informação, saber o que na base ele fazia, se já jogou por dentro ou não”, informou Mancini.

Raul, por sua vez, tem 21 anos e é zagueiro. O camisa 34 entrou improvisado no lugar de Fábio Santos, já que Lucas Piton precisou passar por uma cirurgia de hérnia inguinal e foi desfalque. Mancini admitiu que não pretende mais improvisar o jogador após o retorno de Piton, mas afirmou que alguns atletas devem receber oportunidades por conta das baixas constantes.

“Eu sempre digo na dificuldade de alguns surge a oportunidade de outros. Hoje, tivemos um time desfigurado, alguns aproveitaram, outros não, e isso é normal no futebol. Lesões, suspensões e esse tipo de coisa que faz parte hoje, numa pandemia, faz com que você tenha de mexer no elenco”, explicou.

Contra o Bahia, o Corinthians teve 15 desfalques, sendo dois por suspensão, seis por lesão e sete por resultados positivos de covid-19. Os diagnosticados com a doença, no entanto, testaram negativo em contraprova e já estão à disposição.

Atualmente, o Corinthians ocupa a 9ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 45 pontos. Na quarta-feira, o time de Vagner Mancini enfrenta o Ceará, às 21h30 (de Brasília), na Neo Química Arena, pela 34ª rodada da competição.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.