Corinthians

Gabriel faz balanço do Corinthians em 2020 e leva lições para 2021

Gazeta
Gazeta Esportiva

30 de dezembro de 2020 - 06:00 - Atualizado em 30 de dezembro de 2020 - 20:45

Para muitas pessoas, o fim de ano é época para fazer um balanço e tirar lições do que se passou durante os últimos 12 meses. O volante Gabriel não fez diferente e avaliou o 2020 do Corinthians. Apesar da irregularidade da equipe durante a temporada, o jogador vê evolução e taxou como positiva a reta final de ano do Timão.

“Vejo um ano de evolução, em que mudanças aconteceram, oscilações também, mas com um final de ano feliz em que nós conseguimos retomar nossa confiança no Campeonato Brasileiro e entrar de vez na briga por uma vaga na Libertadores”

“É importante acabar o ano ganhando jogos, com uma sequência de três vitórias, seis jogos sem perder. O balanço de 2020 é positivo, com oscilação. Por trás de toda vitória acontecem tropeços, dificilmente você vai ter alguma equipe sem algum tipo de oscilação. Faz parte da temporada. A gente sempre briga por títulos, mas foi um ano atípico, que mudou para o mundo. Ficamos quatro meses sem jogos, nunca havia acontecido anteriormente. Então, individualmente evolui bastante e agora é entrar nesse ano de 2021 com a carruagem andando, de uma maneira positiva para fazermos um ano melhor em 2020”, ponderou Gabriel.

O ano de 2020 começou com Tiago Nunes no comando técnico, que levou a equipe à final do Campeonato Paulista, mas que acabou demitido na nona rodada do Brasileiro, sem conseguir trazer regularidade para a sua equipe. O desempenho do clube continuou instável com Dyego Coelho, e o Timão chegou a estar na zona do rebaixamento.

Após a 15ª rodada, o clube anunciou Vagner Mancini, que depois de onze partidas na competição tirou a equipe da parte de baixo da tabela e colocou na briga por uma vaga no G6. Esta evolução é a principal lição que Gabriel tira de 2020, visando a reta final do Timão no Campeonato Brasileiro e a próxima temporada.

“Eu tiro de lição uma coisa muito positiva que foi essa nossa retomada neste final de ano. Um período final de primeiro turno, com começo de segundo no Brasileiro, que é quando você pode dividir quem vai brigar na parte de cima e quem vai brigar em baixo. Nós entramos em um pelotão em que pensamos sim em coisas maiores. Eu tiro como lição positiva nesse aspecto de retomada, de confiança, de evolução não só minha, mas da equipe, para que nós possamos levar esse embalo para 2021, começar o ano bem e dar mais tranquilidade para a sequência da temporada que vem”, analisou.

Na 9ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 39 pontos, a cinco de distância para o Palmeiras, que abre o G6, o Corinthians encerra 2020 com uma sequência de três vitórias consecutivas e seis jogos de invencibilidade.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.