Futebol

Torcedores acionam Justiça para ter direito a assistir partidas nos estádios de futebol

Coritiba abriu as portas aos torcedores; já o Athletico entendeu que não vale a pena abrir as portas para poucas pessoas

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com reportagem de Beatriz Frehner, da RIC Record TV Curitiba
Torcedores acionam Justiça para ter direito a assistir partidas nos estádios de futebol
Clube definiu pela reabertura da Arena. (Foto: Reprodução/Athletico)

27 de setembro de 2021 - 21:32 - Atualizado em 27 de setembro de 2021 - 21:32

Os estádios voltaram a ficar cheios de emoção, gritos e ansiedade do torcedor. Ainda não cheio de pessoas, porque os decretos limitam a capacidade de distanciamento. Mas, para quem estava com saudade de ver de perto, já é o suficiente.

Com os estádios com limitação para receber até cinco mil torcedores, o Coritiba estabeleceu uma espécie de prioridade para aqueles que continuaram o time, mesmo no período mais severo da pandemia. Por isto, o sócio torcedor que está com as contas em dia já tem vaga garantida pra ver o clube de perto.

“É bem diferente. Na televisão você acaba sofrendo, mas no estádio a emoção é maior” , diz o empreendedor Cristiano Gulado.

Mas não é só a mensalidade de sócio torcedor que precisa estar em dia. O check in para poder ver o time também exige que a pessoa apresente exame negativo para a covid-19. O André viu o Coritiba na partida do fim de semana e já vai voltar nessa terça (28).

“Já vim no sábado. Estava esperando um ano e meio para vir no jogo. Já tinha vindo no último contra o Cianorte, então é muita ansiedade pra ver de novo o time”, André andreoli – advogado 

Para os atleticanos, essa volta aos estádios vai demorar mais. Apesar da liberação nos decretos do governo e da Conmebol, a diretoria do time considera que não vale a pena abrir o estádio para poucos torcedores. Com a semifinal da Sulamericana se aproximando, o Eduardo e mais cinco amigos resolveram buscar uma alternativa.

“A gente alega que está sendo desrespeitado por parte do presidente clube, no nosso contrato de sócio, que garante acesso a todos as partidas. É um jogo importante, valendo vaga na final da Sulamericana. A torcida vai fazer diferença na Arena da Baixada, como sempre fez”,

explica o empresário Eduardo Thanos.