Futebol

Preso e condenado na Rússia, ex-motorista de Fernando chega ao Brasil

Ele foi recepcionado pelo presidente Jair Bolsonaro, que abriu diálogo com o governo russo para ajudar no caso do ex-motorista

Gazeta
Gazeta Esportiva
Preso e condenado na Rússia, ex-motorista de Fernando chega ao Brasil
Robson de Oliveira estava preso desde 2019 na Rússia (Foto: Reprodução)

6 de maio de 2021 - 13:43 - Atualizado em 6 de maio de 2021 - 14:23

O drama vivido por Robson do Nascimento de Oliveira chegou ao fim nesta quarta-feira. O ex-motorista do volante Fernando (hoje jogando na China) foi preso na Rússia, em 2019.

Naquele momento, Robson foi pego no aeroporto transportando duas caixas de Mytedom 10mg (cloridrato de metadona). A substância é liberada no Brasil, mas considerada entorpecente na Rússia.

“Sensação de alívio, né? É muito bom. Nunca perdi (a esperança). Nunca perdi, até porque eu era inocente. Alguma coisa tinha que acontecer. Era muito, muito difícil. Muito mesmo. Não teve momento nenhum fácil. A última vez que me pesei lá eu tinha perdido 20 quilos”, disse Robson.

A defesa jurídica de Robson declara que a medicação estava sendo levada para o sogro de Fernando, que sofre de dores crônicas.

Robson desembarcou nesta quarta-feira no Aeroporto Internacional Tom Jobim (RJ). Ele foi recepcionado pelo presidente Jair Bolsonaro, que abriu diálogo com o governo russo para ajudar no caso do ex-motorista.

“Tive contato com o Putin, e disse que queria falar com o embaixador. Mas ele só podia assinar o indulto do Robson depois da condenação. A pena dele era de 20 anos de cadeia. Tivemos um trabalho silente de relações internacionais”, afirmou Bolsonaro.

Na época do caso, a esposa e o sogro de Fernando não falaram sobre o caso. Três meses depois, o jogador declarou que não sabia de que modo os remédios foram recebidos por Robson no Brasil, nem a forma de entrega. Ele ainda acrescentou que não mantinha contato com o sogro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.