Futebol Nacional

Athletico-PR e Bragantino empatam e se distanciam da liderança do Brasileirão

Athletico sai atrás no placar, vira a partida, mas cede o empate se distancia da liderança

Gazeta
Gazeta Esportiva
Athletico-PR e Bragantino empatam e se distanciam da liderança do Brasileirão
(Foto: Gustavo Oliveira/Athletico)

10 de julho de 2021 - 19:22 - Atualizado em 11 de julho de 2021 - 16:36

Pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, Athletico-PR e Red Bull Bragantino empataram em 2 a 2, neste sábado, na Arena da Baixada. Com o resultado, os dois clubes viram o Palmeiras se isolar na liderança da competição.

O Bragantino abriu o placar no primeiro tempo com um golaço de Alerrandro, mas Nikão igualou nos acréscimos. Na segunda etapa, David Terans virou para os donos da casa, mas Ytalo deu números finais ao duelo.

Com o empate, o Massa Bruta segue em segundo lugar no Brasileirão, mas com 23 pontos, dois a menos que o líder Palmeiras. Já o Furacão, que tem um jogo a menos que os primeiros dois colocados, está na terceira posição, com 20 pontos.

O próximo compromisso das duas equipes é pela ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Na terça-feira, o Athletico-PR visita o América de Cali, às 21h30 (de Brasília), na Colômbia. No dia seguinte, o Red Bull Bragantino enfrenta o Independente de Valle, também às 21h30, no Equador.

O jogo – O Red Bull Bragantino começou melhor e criou as primeiras boas oportunidades. Logo no início, Artur recebeu na entrada da área, ajeitou para o meio e bateu colocado no canto direito de Bento, mas para fora. Depois, Praxedes e Helinho também arriscaram, mas mandaram por cima.

As primeiras finalizações certas dos visitantes vieram com Alerrandro. Na primeira, o atacante cobrou falta rasteira e exigiu boa defesa de Bento. Já na segunda, o camisa 9 aproveitou a roubada de bola do Bragantino no campo de ataque, dominou fora da área e mandou um belo chute forte no ângulo esquerdo para abrir o placar aos 27 minutos.

Com o gol sofrido, o Athletico-PR passou a se lançar mais ao ataque, mas demorou para levar perigo ao goleiro Cleiton. Nos acréscimos do primeiro tempo, Nikão recebeu de David Terans dentro da área, limpou a marcação e bateu forte de pé direito, acertando a trave antes de balançar a rede e deixar tudo igual no marcador.

Já na segunda etapa, as primeiras grandes chances foram do Furacão. Nikão teve uma bela oportunidade de marcar pela segunda vez na partida, ao receber sozinho após arrancada de Matheus Babi pela esquerda e corta-luz de Terans, mas errou o alvo. Pouco depois, Richard mandou uma bomba de fora da área e acertou a rede, mas pelo lado de fora.

O Athletico conseguiu a virada aos 24 minutos. Após boa troca de passes no campo de ataque, Derans recebeu dentro da área de Vitinho e finalizou de primeira de canhota para superar Cleiton.

A vantagem mandante, no entanto, durou pouco. Dez minutos depois, Lucas Evangelista fez grande enfiada de bola dentro da área para Ytalo, que deu um leve toque na saída de Bento para empatar o confronto novamente.

Nos minutos finais, o Bragantino chegou a balanças as redes novamente, dessa vez com Pedrinho, mas o lance foi anulado por impedimento. Com isso, o 2 a 2 persistiu até o último apito.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR 2 X 2 RED BULL BRAGANTINO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 10 de julho de 2021, sábado

Horário: 17h (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Cartões amarelos: Weverton, Artur, Helinho e Jadsom Silva (Red Bull Bragantino)

GOLS:

ATHLETICO-PR: Nikão, aos 46 minutos do 1ºT; David Terans, aos 24 minutos do 2ºT

BRAGANTINO: Alerrandro, aos 27 minutos do 1ºT; Ytalo, aos 34 minutos do 2ºT

ATHLETICO-PR: Bento; Marcinho, Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Nicolas; Richard, Christian (Léo Cittadini) e Terans (Carlos Eduardo); Nikão, Vitinho e Matheus Babi (Renato Kayzer).

Técnico: António Oliveira

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Weverton (Guilherme), Fabrício Bruno, Natan e Weverson; Praxedes (Leandrinho), Lucas Evangelista e Eric Ramires (Jadsom Silva); Artur (Pedrinho), Alerrandro (Ytalo) e Helinho.

Técnico: Maurício Barbieri

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.