Futebol Americano

Conheça Red Feet, Black Sharks e Indians

Saiba um pouco mais sobre as equipes que disputam o estadual

Leonardo
Leonardo Siqueira Lu Braun, da equipe FPFA, exclusivo para a RIC Mais
Conheça Red Feet, Black Sharks e Indians
Foto: Suits Films

7 de agosto de 2020 - 13:20 - Atualizado em 7 de agosto de 2020 - 16:10

São Miguel Indians

A equipe fundada no dia 15 de abril de 2015, por Roni Ribeiro dos Santos, Rodrigo Cullmann e Luan dos Santos, possuem este nome em referência ao município de São Miguel, acrescentado de Indians como alusão aos índios que habitaram a região.

As cores que representam o tíme dos Índios, vermelho e preto, também tipificam o povo indígena.

Uma das principais lembranças do time foi uma viagem em 2017 à Corupa, a qual relatam um jogo “pesado”, porém leal. Naquele momento aprenderam muito sobre o Futebol Americano, como um divisor de águas para o futuro da equipe.

Francisco Beltrão Red Feet

Em fevereiro de 2011 foi fundado o time Francisco Beltrão Red Feet, por Michel Antunes de Oliveira e Rafael Belokurows, na cidade de Dois Vizinhos. Mas foi no município de Francisco Beltrão que a equipe, formada por atletas do Sudoeste do PR e Oeste de SC, conseguiu apoio institucional para treinos e jogos.

Foto: Marcos Staskoviak

O nome da equipe homenageia os colonizadores da região que sujavam os pés com a terra vermelha ao trabalharem em suas lavouras.

A escolha das cores mostra, obviamente, o vermelho e também o prata que surgiu na compra do primeiro uniforme fullpads, em que a fábrica tinha pronta entrega camisas vermelha e prata, a segunda cor passou a ser também a do mascote: o Pé-Grande.

O time têm muitos momentos marcantes em quase 10 anos de existência, mas foi nos playoffs do Paranaense de 2017, em que o Bristlebacks virou o placar com um TD faltando 43s para o final da partida porém, com um FG de 38 jardas faltando 3s os pés vermelhos foram para a semi-final. Entre 2018 e 2019 passaram por um período difícil de 5 derrotas seguidas, encerrado, com muito trabalho, na vitória em casa contra o Olympians, no último jogo do Paranaense sendo uma ocasião importante para a equipe.

Foz do Iguaçu Black Sharks

O fundador do time foi Marcelo Somer em 2008. A escolha do nome e do símbolo foram inspirados na equipe feminina de Futebol Americano de Nova York, a NY Sharks, acrescentando o Black, por uma questão financeira, já que o custo é menor ao produzir uniformes na cor preta.

Foto: Divulgação Foz Black Sharks

As cores da equipe, são, é claro, o preto mas também detalhes em vermelho e dourado.

Os tubarões já passaram por algumas situações muito boas e difíceis. O título da Liga Nacional em 2014 que se deu num jogo na casa dos adversários, após uma viagem longa, onde após a vitória os atletas viram o caminhão dos bombeiros que os atletas haviam chamado para fazer a “carreata da vitória”, indo embora sem ver o brilho da taça.

Após o título, o time teve uma queda na produção, por motivos diversos como, distância das viagens e falta de apoio, deixando a equipe fora do campeonato estadual em 2017 (os atletas se juntaram ao FB Red Feet para a disputa do PR FPFA) e até da Liga Nacional em 2019, por falta de investimentos.

Mas vêm se reestruturando desde 2018, com o apoio de atletas já aposentados.