Ceará

Fluminense testa boa fase no Brasileirão contra o Ceará

Gazeta
Gazeta Esportiva
Fluminense testa boa fase no Brasileirão contra o Ceará

16 de outubro de 2020 - 20:00 - Atualizado em 16 de outubro de 2020 - 20:15

O Fluminense vem em boa sequência no Campeonato Brasileiro. Os tricolores querem se manter entre os líderes e neste sábado recebe o Ceará, no Maracanã.

Os cariocas acabaram com os 100% de aproveitamento do líder Atlético-MG em casa. Agora, será a vez do Fluminense fazer o mando de campo para melhorar ainda mais na tabela de classificação.

Mesmo embalado, o zagueiro Digão pregou respeito ao Ceará.

“Sabemos que vai ser um jogo muito difícil. O Ceará é uma equipe muito forte, muito boa, vai ser um jogo extremamente competitivo e a gente tem que superar tudo. Temos que entrar focados, mais ainda do que foi contra o Atlético, para conseguir um bom resultado dentro de casa”, disse.

(Foto: Divulgação/Ceará)

Para esta partida, Odair Hellmann terá reforços. O treinador vai contar com os retornos do lateral esquerdo Danilo Barcelos, que cumpriu suspensão, além do meia Nenê e do atacante Fred, poupados no meio de semana.

Do outro lado, o Ceará teve a semana livre para trabalhar visando este duelo. Tanto que o técnico Guto Ferreira exaltou a preparação.

“Procuramos descansar e recuperar os jogadores e ao mesmo tempo trabalhar alguns ajustes nos setores defensivos, ofensivos e de transição. Lógico que não temos certeza de que essa semana de recuperação possa fazer diferença contra o Fluminense, mas vai ser um ganho considerável pelo número de jogos que fizemos até aqui”, disse.

Para esta partida, os cearenses têm uma série de desfalques. Luiz Otávio, Samuel Xavier e Eduardo está fora, suspensos.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE X CEARÁ

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 17 de outubro de 2020, sábado

Hora: 19h (de Brasília)

Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)

Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Ricardo Bezerra Chianca (PE)

VAR: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)

FLUMINENSE: Muriel, Igor Julião, Nino, Digão e Danilo Barcelos; Hudson, Dodi, Yago e Nenê; Luiz Henrique e Fred

Técnico: Odair Hellmann

CEARÁ: Fernando Prass, Fabinho, Tiago Pagnussat, Eduardo Brock, Bruno Pacheco; Charles, Ricardinho, Vina; Fernando Sobral, Léo Chú e Rafael Sobis

Técnico: Guto Ferreira