Esportes

Fluminense se prepara para pedreiras contra São Paulo e Flamengo

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de dezembro de 2020 - 14:30 - Atualizado em 24 de dezembro de 2020 - 14:45

O Fluminense está na briga por um lugar entre os classificados para a Libertadores em 2021. Entretanto, sem vitórias nas últimas duas rodadas, caiu da 5ª para a sétima colocação. Para reagir na tabela, o Tricolor tem duas pedreiras pela frente nas próximas rodadas.

O primeiro desafio para a equipe do técnico Marcão será o líder São Paulo, neste sábado, no Maracanã. Na rodada seguinte, o adversário será o vice-líder Flamengo, também no Maraca, no dia 6 de janeiro. A qualidade dos oponentes, contudo, não assusta os tricolores, que estão se preparando para encarar a dupla de ponteiros.

“O São Paulo gosta da bola e é agressivo. Vamos impor nosso jogo para neutralizar isso, ficar com a bola e ser agressivo para buscar a vitória. O Flamengo também é agressivo, veloz, usa o contra-ataque. Vamos treinar e estamos treinando também para neutralizar isso, sermos compactos e agressivos e matar o jogo nas oportunidades que tivermos”, afirmou o o lateral direito Calegari em entrevista à FluTV.

Uma possível vantagem do Fluminense diante do São Paulo é a condição física da equipe. O Tricolor paulista está disputando as semifinais da Copa do Brasil e enfrentou o Grêmio nesta quarta-feira, em Porto Alegre. Como o jogo de volta é no meio da próxima semana, e o São Paulo vai precisar reverter a vantagem de 1 a 0 dos gaúchos, é possível que o técnico Fernando Diniz poupe alguns de seus jogadores.

“Possibilidade existe. Mas existem todas. Poupar, não poupar. Poupar só uma parte. Vamos conversar com os jogadores, como sempre. Estamos numa condição física excelente. Vamos conversar e ver qual é a necessidade e o melhor para o São Paulo. Estamos nas duas frentes, nos dois campeonatos. Vamos avaliar tudo e procurar fazer o que é melhor pro time”, disse o treinador são-paulino na Arena do Grêmio.

Fluminense e São Paulo entram em campo às 21 horas deste sábado, no horário de Brasília. Se for novamente derrotado, o Tricolor corre o risco de ser ultrapassado pelo Santos, que enfrenta o Ceará, no domingo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.