Esportes

Fluminense explica logística na Colômbia e descarta viagem de ônibus

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de abril de 2021 - 18:34 - Atualizado em 27 de abril de 2021 - 19:00

A diretoria do Fluminense negou em nota oficial que tenha cogitado a possibilidade de viajar de ônibus de Bogotá até Armênia. Esta será a cidade do duelo com o Independiente Santa Fe, nesta quarta-feira, pela Copa Libertadores. A capital colombiana foi proibida de receber o confronto por autoridades sanitárias por conta da pandemia do coronavírus.

O Fluminense, então, vai precisar se locomover nesta quarta-feira de Bogotá até Armênia. Informações deram conta de que o Tricolor iria de ônibus por conta das dificuldades de fretar um avião. Mas segundo o clube isso não foi cogitado.

“O Fluminense viajou para Bogotá, em voo fretado da Gol, para enfrentar o Santa Fe pela segunda rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores, nesta segunda-feira (26/04). Por medidas de proteção e combate à pandemia da covid-19, a prefeitura da capital colombiana proibiu a realização de eventos esportivos na cidade e a partida foi transferida para a cidade de Armenia, no Estádio Centenario, quando a delegação ainda voava para Bogotá. Portanto, o Fluminense só soube da mudança de local quando desembarcou na capital. O horário foi mantido para às 19h (local) e 21h de Brasília. O Fluminense pousou em Bogotá às 22h15, horário de Brasília, da segunda-feira (26/04), mas só chegou ao hotel após às 1h da manhã, 23h do horário local. Diferentemente do que foi divulgado por uma conta do Twitter de um jornalista carioca, e replicado em diversos veículos de comunicação, é importante ressaltar que em nenhum momento se cogitou em fazer traslado terrestre para a cidade que agora é a sede oficial da partida”, explicou o Fluminense em nota oficial.

“Por questões de legislação local no que se refere as normas de aviação, o clube não poderia e não pode utilizar o mesmo avião da Gol que está em solo colombiano, aeronave esta que seguirá aguardando o Fluminense em Bogotá para o voo de volta ao Brasil. Diante da situação e das dificuldades de legislação, o Fluminense, desde sua chegada vem tentando, junto à Conmebol, a melhor logística para levar seu elenco até o local do jogo, tendo em vista, que a responsabilidade da troca da partida não é do Tricolor. As opções de logística até agora apresentadas não foram satisfatórias, porque não haveria condição de levar toda a delegação e todo o material de trabalho para a referida cidade. Desta forma, o clube vem tentando junto às autoridades locais uma autorização pra fretar um outro avião internamente que possa levar toda a delegação. Ainda assim, com as possibilidades das novas sedes apontadas, o Fluminense sempre se pôs em posição de priorizar a melhor logística em função de evitar ao máximo o desgaste dos nossos atletas. Para tanto, o deslocamento por via terrestre não foi, em momento algum, uma opção para deslocamento de grandes distâncias”, completou o clube.

O Fluminense iniciou a sua caminhada na Copa Libertadores empatando por 1 a 1 com o River Plate no Maracanã. Este também foi o resultado na estreia dos colombianos Junior e Santa Fe, que se enfrentaram também na semana passada. O jogo desta quarta-feira será às 21 horas (de Brasília).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.