Esportes

Flamengo sofre com gramado e perde para o Juventude no Sul

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de junho de 2021 - 13:15 - Atualizado em 27 de junho de 2021 - 18:46

O Flamengo dançou na chuva e escorregou na poça. No encharcado gramado do Alfredo Jaconi, o clube carioca não resistiu e perdeu para o Juventude: 1 a 0, neste domingo, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Um erro de Matheuzinho custou caro.

O clube carioca demorou a entender o que o jogo pedia. A bola praticamente não rolava diante de tantas poças. Para piorar, o Flamengo ainda cometeu erros básicos em partidas com gramado encharcado: tentou recuar a bola. Foi assim que Matheus Peixoto aproveitou para fazer o gol da vitória gaúcha. E o Fla continua a sofrer no Alfredo Jaconi. Não vence lá, pelo Brasileiro, desde 1997.

O Flamengo até melhorou na etapa final e conseguiu ter chances, mas parou em Marcelo Carné, revelado pelo clube, ou pecou na finalização. Porém, a drenagem do Alfredo Jaconi foi a grande vilã. A manhã de domingo não teve muita chuva, mas, mesmo assim, as poças atrapalharam a partida inteira.

Foi o primeiro jogo como visitante do Flamengo no Brasileiro. O clube carioca teve duas partidas adiadas, ambas fora de casa, (contra Grêmio e Athletico-PR) em função das convocações para Seleção Brasileira e Olímpica. E também foi o primeiro jogo sem Gerson, negociado com o Olympique de Marselha. João Gomes foi o escolhido para a vaga no meio de campo. Na zaga, Rodrigo Caio foi preservado e deu lugar a Gustavo Henrique.

Com a derrota, o Flamengo continua com nove pontos e, no momento, está na oitava colocação. Foi a abertura da rodada. O Juventude pulou para nove pontos e chegou à décima posição.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Cuiabá, nesta quinta-feira, às 20 horas (de Brasília), na Arena Pantanal. Já o Juventude recebe o Grêmio, quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Alfredo Jaconi.

Flamengo para na poça

A primeira chance foi do Juventude. Guilherme Castilho aproveitou domínio errado de Gustavo Henrique, roubou a bola, avançou e chutou. Diego Alves espalmou. O Flamengo não conseguia jogar. Restava tentar a bola longa. E o clube carioca ainda se complicou com o gramado. Matheuzinho tentou tocar para Gustavo Henrique, mas a bola parou na poça. Matheus Peixoto emendou de primeira e fez um belo gol, aos 24 minutos do primeiro tempo.

Rogério Ceni mudou ainda no primeiro tempo. Aos 35 minutos, ele lançou Rodrigo Muniz no lugar de Michael, para buscar o jogo ainda mais direto e a bola aérea. Não funcionou. Nem levantar a bola para área o time carioca conseguiu na etapa inicial.

O Flamengo fez uma blitz no começo do segundo tempo. O cruzamento de Bruno Henrique desviou na zaga e acertou a trave. Na cobrança de escanteio, Filipe Luís chutou e Elton salvou o Juventude. Bruno Henrique, depois, parou em Marcelo Carné.

Já a finalização de Pedro, da entrada da área, foi para fora. Ceni fez mais duas mudanças e colocou Rodinei e Hugo Moura. Saíram Matheuzinho e João Gomes. Carné apareceu de novo e evitou o gol de Pedro.

O Flamengo fez mais duas mudanças. Renê na vaga de Filipe Luís e Thiago Maia no lugar de Diego. Foi o retorno do volante após sete meses de recuperação da cirurgia no joelho esquerdo. Ele não atuava desde novembro.

O clube carioca tentou, mas não conseguiu e perdeu no Alfredo Jaconi.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE 1 X 0 FLAMENGO

Local: Estádio Alfredo Jaconi, Caxias do Sul (RS)

Data: 27/06/2021, domingo

Horário: 11h (de Brasília)

Árbitro: Thiago Luis Scarascati (SP)

Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Daniel Luis Marques (SP)

VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)

Cartão amarelo: Vitor Mendes e Matheus Peixoto (Juventude) e Matheuzinho (Flamengo)

Gol:

Juventude: Matheus Peixoto, aos 24′ do 1ºT

JUVENTUDE: Marcelo Carné; Michel, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Elton, Matheus Jesus, Guilherme Castilho e Wescley (Chico); Paulinho Bóia (Marcos Vinicios) e Matheus Peixoto (Fernando Pacheco)

Técnico: Marquinhos Santos.

FLAMENGO: Diego Alves; Matheuzinho (Rodinei), Willian Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê); João Gomes (Hugo Moura), Diego (Thiago Maia), Vitinho e Michael (Rodrigo Muniz); Bruno Henrique e Pedro

Técnico: Rogério Ceni.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.