Esportes

Flamengo deve recorrer de decisão do STF por título brasileiro de 1987

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

18 de abril de 2017 - 00:00 - Atualizado em 18 de abril de 2017 - 00:00

Torcida do Flamengo em jogo contra o Atlético-PR pela Libertadores (Foto: Celso Pupo, Foto Arena, Estadão Conteúdo)

‘Nossa posição em obter esse reconhecimento segue firme’, disse o vice-presidente jurídico do clube

Em busca de ser considerado como campeão brasileiro de 1987 ao lado do Sport, o Flamengo sofreu nesta terça-feira (18) uma derrota no Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão da Primeira Turma do tribunal por 3 votos a 1, contudo, não desanimou o time carioca.

“O Flamengo esperará a publicação da decisão para avaliar se caberá novo recurso. Nossa posição em obter esse reconhecimento segue firme, uma vez que ganhamos o título no campo”, disse Flávio Willeman, vice-presidente jurídico do clube.

A discussão para ser legitimado como campeão da competição já dura anos. Após ter sentença desfavorável no Superior Tribunal de Justiça (STJ), o Flamengo recorreu e deu início ao julgamento no STF, em agosto de 2016. Na época, o ministro Marco Aurélio Melo, relator do processo, negou o recurso do clube.

Já no julgamento desta terça, Marco Aurélio, torcedor declarado do clube, voltou a se mostrar contrário ao pedido. Mesma postura adotada pela ministra Rosa Weber. Já Luis Roberto Barroso, que também é flamenguista, votou favorável para a divisão do título de 1987. Pai de Rodrigo Fux, advogado do Flamengo, o ministro Luiz Fux não participou do veredicto para evitar conflito.

Leia também
Neymar admite mágoa com Santos e reitera sonho de atuar pelo Flamengo