Esportes

Flamengo de Ceni possui maior aproveitamento que Palmeiras de Abel Ferreira: confira os números

Gazeta
Gazeta Esportiva

9 de abril de 2021 - 08:00 - Atualizado em 9 de abril de 2021 - 08:15

Adversários pela final da Recopa desse domingo, Abel Ferreira e Rogério Ceni levaram Palmeiras e Flamengo, respectivamente, a títulos nacionais na temporada de 2020. Na comparação de ambos os trabalhos, o aproveitamento do ídolo são-paulino é levemente superior ao do técnico português, tendo disputado menos jogos.

No Flamengo desde novembro de 2020, Ceni possui até aqui 30 jogos comandando a equipe, com um aproveitamento de 63% dos jogos. Abel, que disputou 41 jogos pelo Verdão, possui 61%, segundo o Footstats. Os números também mostram que o Rubro-Negro costuma marcar mais gols, com uma média de 1,9 gols por jogo com Ceni contra 1,5 do Palmeiras.

Além disso, a equipe carioca arrisca mais, com uma média de 16,9 finalizações por jogo contra 12,4 do Verdão. Defensivamente, o atual campeão do Campeonato Brasileiro sofre menos chutes, com uma média de 8,6 contra 11,0 do atual campeão da Copa do Brasil.

O Palmeiras se destaca na sua eficiência. Para fazer um gol, o alviverde precisa de 7.9 finalizações, enquanto o Flamengo precisa de 9,0. Na defesa, a equipe Paulista também se mostra mais resistente, já que necessita de 15,5 chutes para sofrer um gol, enquanto o Rubro-Negro precisa de apenas 8,6.

Como técnico, Rogério Ceni possui retrospecto equilibrado contra o Palmeiras. Em seis jogos como treinador contra o Verdão, Ceni possui três vitórias e três derrotas, somando as passagens por Fortaleza e Flamengo. Nos tempos de jogador, o Alviverde era uma das vítimas preferidas de Rogério, que marcou sete gols no Palmeiras ao longo de sua carreira, mesmo número em relação ao Cruzeiro, que também sofreu sete tentos.